cultura

Crato dá início na quarta-feira ao Festival Nacional de Teatro

A edição do projeto acontece também nos estados do Pará, Espírito Santos e Alagoas

22:00 · 22.08.2015
Image-0-Artigo-1914988-1
O artista de teatro terá nesta edição maior intercâmbio de conhecimentos ( FOTO: GUSTAVO MOURA )
Image-1-Artigo-1914988-1
Visando a sustentabilidade e a formação de novas plateias em cada município, a atividade promoverá no Crato um mergulho na peça "Flor de Macambira", texto de Rosyane Trotta ( FOTO: ANDERSON SILVA )

Crato. Um dos festivais mais importantes da cena teatral brasileira aporta nesta cidade, a partir do próximo dia 26. O município é uma das seis cidades do país a sediar o 17° Festival do Teatro Brasileiro (FTB). São espetáculos, show e oficinas de Elaboração de Projetos. A edição do projeto acontece também nos estados do Pará, Espírito Santos e Alagoas.

A Capital cearense também será agraciada com os espetáculos, além de Pará (Belém e Marabá), Espírito Santo (Linhares) e Alagoas (Maceió). No Crato, será realizado de 18 a 29 de agosto e, em Fortaleza, de 24 a 29.

Apresentado pelo Ministério da Cultura, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com o patrocínio da Petrobras, o FTB é um projeto itinerante, de intercâmbio interestadual, que destaca-se pela abrangência e tem programação gratuita em todos os estados. A cada edição, a produção teatral de um estado é contemplada. Este ano o destaque é a Cena Paraibana. O evento conta em Crato com a parceria da Secretaria de Cultura local.

Neste município, o Festival promoverá residência artística, atividades formativas na área de projeto culturais, Ciclo de Dramaturgos e espetáculos de renomadas companhias teatrais do estado homenageado. Entre elas, estão a Companhia Oxente ("Anáguas"), Coletivo Ser Tão Teatro (espetáculo de rua "Flor de Macambira") e Grupo Teatro Bicorna ("Esparrela"), totalizando seis apresentações, que acontecerão no Centro Cultural do Araripe (Rffsa), Sesc-Crato e Praça Bicentenário.

O poeta, ficcionista e dramaturgo pernambucano radicado na Paraíba, Astier Basílio, é o convidado para Ciclo de Dramaturgos no Crato, que acontecerá de 24 a 28 de agosto na Galeria da Rffsa. No mesmo período Paulo Vieira, dramaturgo, ator, diretor e professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPb), estará com a esta atividade na Vila das Artes, em Fortaleza.

Ambos vão conversar sobre seus textos, criações, métodos criativos e praticar exercícios com os participantes. Os interessados devem se inscrever por meio do site do FTB.

Outra atividade de capaci-tação que o FTB realiza no Crato é o Curso de Elaboração de Projetos Culturais, que será ministrado por Joelmir Pinho, administrador com atuação em áreas como políticas públicas e gestão social. A atividade acontecerá nos dias 22, 23, 28 e 29, das 13 horas às 17 horas e nos dias 26 e 27 das 17 horas às 21h30, na sede do Grupo de Reisado da Mestra Mazé de Luna. O projeto envolve grupos locais.

Um importante eixo do festival é ligado à educação. Visando à sustentabilidade e a formação de novas plateias em cada município, a atividade promoverá no Crato um mergulho na peça "Flor de Macambira", texto de Rosyane Trotta e Ser Tão Teatro, livremente inspirado na obra Coronel de Macambira de Joaquim Cardozo, com a direção de Christina Streva.

A secretária de Cultura do Crato, Dane de Jade, destaca além dos grandes espetáculos que tomam a cena na cidade, o caráter de formação que o festival trará. Essa atividade acontecerá em três movimentos, posteriores a seleção e capacitação, de oito educadores em 12 horas de atividades. Em um primeiro momento, esses farão atividades de 2h/aulas com mais de 800 alunos de escolas públicas, de 11 a 14 anos, aplicando jogos.

Avaliações

O objetivo é ampliar os horizontes de percepção. O segundo momento será a apreciação do espetáculo "Flor de Macambira", que o Ser Tão Teatro apresenta especialmente para as escolas nos dias 26 às 15h e 27 às 9h, na Praça Bicentenário. Depois dessa programação, os arte educadores retomam o contato com os alunos para mais uma aula para mais jogos e avaliações.

Parte desses alunos participará ainda de Cenas Curtas, uma ação de continuidade do projeto. Duas das escolas terão 30h/aula, onde serão transmitidas noções de dramaturgia. Seguidas de atividades de criação de textos cênicos, práticas de jogos e encenação. Ainda no Crato, os três coordenadores do FTB, Fernanda Paquelet, Glauber Coradesqui e Sergio Bacelar, ministrarão a "Oficina de Idealização e Gestão de Projetos Culturais". Com 20 horas/aula, a atividade será destinada aos alunos do Curso Técnico em Gestão Cultural, que é sediado na Escola Estadual de Ensino Profissional (EEEP) Maria Violeta Arraes de Alencar Gervaiseau.

Residência

A partir deste ano, o Festival realiza Residência Artística atividade que acontecerá somente no Crato, de 18 a 29, na sede da ONG Beatos. Com o tema "Caçuá de Memórias a serem Compartilhadas", a Cia. Oxente, da Paraíba vai trocar experiências com atores e grupos de teatro da cidade, com quem conduzirá vivências práticas e diálogos teóricos. Segundo Jade, será também um mergulho nas linguagens metodológicas dos trabalhos cênicos pela busca do trabalho mais profissional dos artistas envolvidos e, paralelo a tudo isso que se concretize em crescimento, sobretudo, pessoal, social e cultural. E.S

Mais informações:

Festival de Teatro Brasileiro
Prefeitura Municipal
Www.Festivaldoteatrobrasileiro.Com.Br.
Tel: (85)3235-4063

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.