milagres

Continua paralisação dos agentes de trânsito

Sem acordo, greve chega ao quinto mês e desponta para ser uma das mais longas da história do País

22:00 · 16.05.2015 / atualizado às 00:00 · 17.05.2015
cariri
Um novo ato público da categoria pelas ruas de Milagres está marcado para o próximo dia 21

Milagres. Agentes de trânsito deste município, em greve desde o mês de dezembro do ano passado, se mobilizam para realizar, no próximo dia 21, um ato público em repúdio a falta da apresentação de propostas por parte do governo local que possibilite o fim do movimento paredista e a retomada imediata dos serviços de fiscalização do trânsito pelos servidores.

A categoria reivindica reajuste linear de 15% sobre o salário base; criação da Gratificação de Atividade de Trânsito (GAT) em percentual de 15% sobre o salário base; criação da Gratificação de EPI (Protetor Solar) em percentual de 10% sobre o salário base; melhorias nas condições de trabalho e estrutura do órgão e, ainda, melhorias na sinalização da cidade.

Os servidores querem , ainda, que seja realizado, o mais brevemente possível, concurso público para agentes do órgão de trânsito municipal e que sejam realizadas mudanças em relação ao sistema de trabalho desenvolvido, como reestruturação na escala de serviço por dupla de agentes; redução da carga horária para seis horas diárias, de segunda-feira a sexta-feira; criação da data-base, aquisição de mais viaturas (duas motos e um carro) e a criação de uma central de rádio.

O ato público organizado para esta semana contará com o apoio e a participação de representantes do Sindicato dos Agentes Municipais de Trânsito e Transportes do Estado do Ceará (Siatrans/CE), que afirma buscar, sem êxito, a criação de um canal de negociação junto ao prefeito do município, Hellosman Sampaio de Lacerda, que entrou na Justiça arguindo a ilegalidade da greve.

No dia 22 de janeiro passado, no entanto, o desembargador Teodoro Silva Santos, do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) negou, por meio de decisão interlocutória, a ação declaratória de ilegalidade do movimento paredista da categoria proposta pelo município.

Diálogo

O Sindicato garante que o gestor não possui interesse em receber a categoria e que a paralisação só continua por causa da falta de diálogo entre os agentes em greve e o prefeito. "Nós já tentamos dialogar por diversas vezes. A Justiça já reconheceu a legalidade do movimento. Caso houvesse interesse em negociar, acredito que a paralisação já tivesse chegado ao fim", disse o vice-presidente do Siatrans.

Ele explicou que a data escolhida para realização do movimento garantirá a quebra de um recorde por parte do movimento paredista. "No dia 21, os agentes de trânsito em greve em Milagres vão quebrar o recorde de tempo da maior greve já realizada no Brasil. O movimento mais demorado, até então, havia sido o da greve dos professores do Paraná, que durou exatos seis meses, no ano de 1993. No dia 21 próximo a greve dos agentes de trânsito de Milagres completará 181 dias", disse.

Além de faixas e cartazes cobrando a abertura de negociação pela Prefeitura, os grevistas também contarão com vassouras e copos descartáveis durante o Ato Público. "Vamos levar as vassouras e os copos descartáveis para também protestar contra as denúncias de superfaturamento na compra destes produtos pela prefeitura. A gestão afirma não ter recursos para aumentar o salário dos agentes mais se envolve nessas maracutaias", frisa Valdir Medeiros.

O vice-presidente do Siatrans esclareceu que os agentes querem retornar ao trabalho e que a falta da fiscalização do trânsito tem gerado preocupações junto a sociedade local. "Queremos esclarecer que para o Sindicato e os agentes de trânsito não interessa o titulo da maior greve do Brasil, e sim resolver essa situação que tanto afeta a categoria e a população. Vale lembrar que desde o mês de janeiro do corrente ano os agentes que aderiram à greve estão sem receber o adicional de risco de vida, em percentual de 30% sobre o salário base. A categoria mantém-se disposta a discutir com os representantes do poder executivo municipal. Porém, espera-se, que o prefeito possa apresentar propostas sérias e coerentes no sentido de resolver de uma vez por todas as demandas da categoria", concluiu o sindicalista.

A reportagem tentou, por varias vezes, ouvir o prefeito municipal de Milagres, Hellosman Sampaio de Lacerda. As ligações feitas para o número celular do gestor, no entanto, não foram atendidas. R.C

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.