Paleontologia

Congresso científico acontece no Crato

00:00 · 26.07.2015
Image-0-Artigo-1897034-1
A expectativa é de que sejam apresentados pelo menos 500 trabalhos científicos, trazendo uma atualização nas diversas áreas de estudo da Paleontologia. Encontro acontece de 2 a 6 de agosto ( Foto: Elizângela Santos )

Crato. Os maiores nomes da paleontologia brasileira estarão reunidos no Cariri, a partir do próximo dia 2 de agosto, para debater as principais atualidades na área, durante o 24º Congresso Brasileiro de Paleontologia. A previsão é que mais de 600 estudantes, professores e pesquisadores brasileiros e de outros países estejam inscritos.

A abertura do evento acontece no Centro de Convenções do Cariri, tendo como presidente de honra o professor Plácido Cidade Nuvens, divulgador da Paleontologia na região, criador e atual diretor do Museu de Paleontologia de Santana do Cariri, um dos maiores do período Cretáceo do mundo.

Com isso, o Cariri volta a ser sede de um dos maiores eventos científicos na área da Paleontologia brasileira, até o dia 6 de agosto. Segundo o presidente do evento, professor Álamo Feitosa Saraiva, o Congresso será de grande importância na divulgação da área como território de pesquisa e presença de fósseis em excelente estado de conservação, levando os pesquisadores a conhecerem de perto uma das mais representativas reservas do Cretáceo do Planeta. Com isso, serão também apresentadas as descobertas mais recentes ocorridas no Brasil.

A ideia é que seja o maior evento da área no País. Para Álamo, será uma oportunidade de debater questões legais e de fiscalização no Brasil, nesse segmento de pesquisa, envolvendo representantes de órgãos como o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e o Ministério Público Federal (MPF).

Trabalhos

A expectativa é que sejam apresentados pelo menos 500 trabalhos científicos, trazendo uma atualização nas diversas áreas de estudo da Paleontologia. Serão realizados vários minicursos e apresentações de trabalhos, no Ginásio Poliesportivo da Universidade Regional do Cariri (Urca) e no auditório da sede do Geopark Araripe, no Crato, além das visitas de campo na área de maior incidência de fósseis na região, em Nova Olinda e Santana do Cariri, incluindo o Museu de Paleontologia de Santana. As inscrições para o evento serão realizadas até o dia da abertura pelo site www.24cbp.Com.Br.

Entre os nomes da Paleontologia presentes, estará uma das maiores pesquisadoras na área de Botânica do mundo, com estudos relacionados à evolução das angiospermas, Else Marie Friis, do Museu Sueco de História Natural. Pesquisas suas na área de Paleobotânica foram publicadas sobre estudos de fósseis da Bacia do Araripe. Também marcará presença um dos dez maiores estudiosos no mundo do período Devoniano, o português Artur Sá, do Conselho de Datação, e outros nomes importantes de brasileiros, que já realizaram pesquisas na região da Bacia Sedimentar do Araripe, como a professora da Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), Juliana Sayão, e o professor Alexander Kellner, do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.