levantamento

Cartografia mapeia tradições e manifestações culturais locais

Trabalho deverá ser concluído ainda neste ano, a fim de obter um registro das expressões de cultura local

21:00 · 20.06.2015 / atualizado às 00:00 · 21.06.2015
Image-0-Artigo-1876558-1
Grupos tradicionais constarão na pesquisa promovida pela Secretaria de Cultura ( Fotos: Elizângela Santos )
Image-1-Artigo-1876558-1
O Crato, ao longo dos seus 251 anos, se destaca pela amplitude e diversidade das suas manifestações culturais, como grupos musicais e folclóricos. A cartografia será sempre atualizada de acordo com a necessidade das organizações

Crato. Pela primeira vez está sendo realizada nesta cidade a cartografia da cultura local, com o levantamento minucioso das mais diversas manifestações culturais. A primeira etapa do trabalho será lançada ainda neste ano, no Dia Nacional da Cultura, 5 de novembro. O mapeamento da cultura inclui um portal sobre a temática e a atualização será contínua. O trabalho vem sendo desenvolvido por meio da Secretaria de Cultura da cidade, em parceria com instituições como as universidades e alunos bolsistas da Escola Violeta Arraes.

A secretária de Cultura, Dane de Jade, afirma ser imprescindível esse trabalho para que novos projetos sejam realizados no segmento cultural, como forma de efetivar um planejamento de acordo com as políticas públicas voltadas para área. "Não se pode trabalhar no escuro, sem ter o Crato relevado em todos os seus aspectos culturais", afirma.

Ela diz que o projeto já se encontra bem adiantado para o lançamento do catálogo. O trabalho passa por três eixos importantes para ser elaborado, incluindo os relacionados à linguagem artística, todas as manifestações do patrimônio material e imaterial, além das práticas socioculturais sustentáveis. "Isso, desde os aldeamentos e que ainda hoje são práticas sustentáveis como a cata do pequi", exemplifica. Ela também destaca como emblemática a ação do mestre Cícero Galdino. O artista costuma dizer que transforma a natureza morta em arte viva.

O Crato, ao longo dos seus 251 anos, se destaca pela amplitude e diversidade das suas manifestações culturais. A cartografia, conforme a secretária, não se encerra em si, sendo sempre atualizada de acordo com a necessidade dos grupos. Com isso, o portal será uma forma de também manter essa continuidade no processo.

Marco

O projeto de mapeamento faz parte de uma ação mais ampla, para interagir com o Plano Nacional de Cultura. Conforme a secretária, essa atividade se insere como um marco regulatório, que irá proteger o que resta da cultura e isso só poderá ser feito com o levantamento desses grupos, mediante os números. "Uma forma de consolidar o que existe e trazer o que está escondido", explica Jade.

O lançamento do catálogo acontece um ano após serem iniciados os trabalhos e várias comunidades já serem visitadas. Para a secretária Dane de Jade, a cultura entende que essa dimensão é de fundamental importância para que se mantenham vivas as tradições", destaca. Ela ainda ressalta que diversas práticas de saberes e fazeres sócioculturais estão se perdendo por não encontrarem conexão com s tempos contemporâneos.

Segundo a secretária de Cultura, diversas localidades já foram visitadas. Mas ela destaca que o potencial cultural é bem mais amplo e diversificado do que se pensa. Para se ter uma ideia, Dane ressalta a importân-cia da própria comunidade na iniciativa, já que se tornará praticamente impossível chegar a todos os lugares para possibilitar esse processo de identificação.

Alunos bolsistas da Escola Violeta Arraes, juntamente com a universidades federal e a regional do Cariri estarão contribuindo com o processo de identificação, além dos professores e a comunidade. De acordo com a secretária, essa é a primeira vez que se tenta cartografar o Crato no campo da cultura. "Estamos fazendo uma espécie de saneamento", diz.

O mapeamento do Crato, conforme Dane, dará oportunidade de conhecer o município nesse setor. Para isso, o trabalho foi dividido nos segmentos. Os pesquisadores estão se deslocando em caravanas para as comunidades. Ela disse que há o registro dos grupos de tradição de visibilidade e conhecimento maior do público, a exemplo da banda cabaçal dos Irmãos Aniceto, as mulhe-res do coco da Batateira, os reisados, mas a meta é possibilitar a consolidação dos talentos existentes e descobrir novos. E.S

Mais informações:

Secretaria de Cultura do Crato
Largo da Rffsa
Centro
Telefone: (88)3523.2365

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.