Idosos

Abrigo se ressente da falta de verba para manutenção

00:00 · 15.11.2015
Image-0-Artigo-1967510-1
O Lar Fraterno é uma extensão do Grupo Espírita da Fraternidade Irmã Scheilla (Gefis) e atende a menos de um terço da sua capacidade ( Foto: Clara Karimai )

Juazeiro do Norte. A falta de recursos tem limitado o abrigo de idosos Lar Fraterno Irmã Scheilla em menos de um terço de sua capacidade de funcionamento. Com estrutura para atender até 32 pessoas, o equipamento reúne atualmente apenas dez, após um ano de funcionamento.

Segundo a assistente social Penha Feitosa, o abrigo vem atuando por meio de ajuda de voluntários. O Lar Fraterno é uma extensão do Grupo Espírita da Fraternidade Irmã Scheilla (Gefis), localizado no bairro Pio XII e conta com nove conselheiros, entre eles três gestores que fazem revezamento no gerenciamento de dez em dez dias.

"O Lar tem como principal objetivo dar conforto aos que chegaram a essa ultima etapa da vida e que não tiveram direito ao aconchego", afirma Penha.

Solidão

As histórias dos moradores são marcadas pela solidão. Luzia Santos Silva, 82, foi cantora em muitas rádios em Juazeiro do Norte. Hoje, ao lembrar dos anos de glória, o que mais sente falta é da família. "As vezes me sinto angustiada. Gostaria de poder conversar com mais pessoas, de cantar novamente", afirma Luzia. Já Francisca Fechine, 73, é uma exceção. Ela foi encaminhada ao Lar pelas filhas e, já adaptada, tem uma rotina tranquila "Eu gosto de tudo aqui. Para mim, é como uma casa de repouso", diz.

Estruturado em quatro alas, com dois dormitórios, contendo oito camas e três banheiros, o abrigo cuida hoje também de vítimas de maus tratos. Em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), uma vez por ano é promovido o jantar com arte, que agrega teatro, música e culinária. Outra ação beneficente que acontece uma vez por mês, aos domingos, é a feijoada, que também tem sua renda destinada às despesas de manutenção.

Uma outra forma de ajuda, que beneficia diversas instituições filantrópicas, é o Programa Sua Nota Vale Dinheiro, da Secretaria da Fazenda (Sefaz), em que se digitaliza notas fiscais e se devolve parte do que foi gasto nelas em dinheiro.

As maiores prioridades para doações são fraldas geriátricas e material de limpeza. A alimentação de uma pessoa idosa também requer cuidados específicos. "Dos dez moradores, quatro têm diabetes", disse Penha.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.