Avaliação

Test-drive: a hora da verdade

Uma compra emocional pode acontecer ou não dependendo do teste. É o momento de avaliar tudo do veículo

Abaixo,carros enfileirados e prontos para o test-drive: rotas variam de 3 km a 7 km, dependendo do tipo de veículo; alguns concessionários fazem eventos especiais em pistas para que o cliente verifique a performance do carro ( Fotos: Arquivo )
00:00 · 26.03.2018 por André Marinho - Editor
 
O dinheiro está no bolso e você já sabe quais são os modelos de sua preferência. Sedan, hatch ou SUV... são muitas opções. Mas, a decisão de compra depende de um aspecto fundamental: o test-drive. Ou deveria. 

Pesquisas indicam que nem todos os consumidores optam por fazer um test-drive antes de levar o veículo para a sua garagem. E posso dizer com veemência: é um erro grande não testar o carro antes de comprar. Além do dinheiro investido, a convivência com esse objeto de desejo vai ser intensa. A família vai dentro e tem leva e traz ao trabalho e à escola. Uma decisão errada irá gerar irritação diária.

Para nós, jornalistas automotivos, lançamento de carro sem um test-drive de longa duração não é a mesma coisa. Nada como sentir o veículo por dentro e por fora, as suas qualidades, performance, aerodinâmica e conforto (ou não). 

Com o consumidor não é diferente. É a hora da verdade. O diretor da Sanauto Chevrolet, Henrique Brito, concorda. É o momento decisivo. “A primeira fase do consumidor é pesquisar, se apaixonar pelo design através da propaganda e depois vem na concessionária para ver o veículo e fazer o teste”, orienta. “Nessa hora ele tira as dúvidas, sente o conforto ao dirigir, os itens de segurança, ergonomia e performance e confirma se aquele produto está de acordo com suas necessidades - passa então do lado emocional para o lado racional”, garante. “É uma experiência real e ele pode tirar todas as dúvidas com nossos consultores”. Henrique disse que é praxe estimular o consumidor a fazer o test-drive em toda a linha Chevrolet, com rotas que variam de 3km a 6 km.

No segmento premium a realidade também é essa. O consultor de vendas da Newsedan Mercedes-Benz, Airton Batista, que tem dez anos de experiência no setor, confirma a importância fundamental do teste em função das profundas evoluções tecnológicas que costumam acontecer em carros do mesmo modelo em pouco tempo, dois anos por exemplo.

“O cliente mensura o conforto, desempenho e dimensões do veículo, a qualidade dos materiais, os recursos tecnológicos e nos carros premium ele pode sentir a diferença das marcas e modelos, uma mais esportiva, outra mais confortável, outra no equilíbrio entre essas duas características”, explica ele, que já trabalhou com BMW, Audi e atualmente é Mercedes-Benz.

No caso da Newsedan Mercedes, Airton explica que são duas rotas, que variam de 3 km a 7 km. A primeira rota, segundo ele, mais travada, no trânsito, em veículos como GLA e Classe C, onde o cliente vivencia o comportamento do veículo no cotidiano da cidade.

Na segunda rota, foco na performance do carro, em 7 km, em vias com menos fluxo para os modelos mais esportivos da marca. “Nas duas, sempre o consultor está à disposição para tirar as dúvidas e orientar sobre os recursos tecnológicos, mas deixamos o cliente à vontade: se ele quiser já assumir o volante no começo, ele pode”.

O gerente de vendas da Newsedan, Eduardo Weimar, complementa. “É momento em que o cliente se sente mais confortável em observar se o veículo atende suas expectativas quanto ao conforto, dirigibilidade e tecnologia”, diz. “O cliente tem a sensação que o veículo já é seu e entendemos como o mais eficiente argumento de vendas”, finaliza o executivo.

Cabe ao consumidor testar em todos os aspectos seu objeto de desejo. Um sonho que tem sua última fase no test-drive antes de ganhar nova garagem.

Dicas

1- Confira os acessos aos comandos básicos do automóvel. Não se esqueça de analisar o estepe, porta-malas, bem como os sistemas de ajustes dos bancos e volante.

2 - Combine, com vendedor, o tempo de duração e rota

3 - Mantenha o sistema de som desligado para ouvir os ruídos internos e externos. Teste central multimídia e som com o carro parado

4 - Analise os aspectos mecânicos: suspensão do carro, em curvas bruscas como em ruas esburacadas; veja se o motor apresente uma boa elasticidade, principalmente em momentos de trânsito intenso

5 - tire todas suas dúvidas sobre o carro com o vendedor e gerente

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.