'Lançamento

Tempestade à vista: em março chega o EcoSport 4x4 Storm

Tração integral aliada ao design mais robusto são os diferenciais da Storm, que chega recheada como a top Titanium

00:00 · 19.02.2018 por Camila Marcelo* - Repórter
arte
Batismo Novo nome estampa a grade dianteira ao estilo da picape Raptor americana
Image-0-Artigo-2361574-1
O nome também é levado na capa rígida do estepe e nos adesivos das portas, os quais são dois diferenciais do modelo em relação ao modelo 4x2. Além disso, tem também rodas aro 17 com design exclusivo e rack de teto com barras laterais
auto
Independente da cor do exterior (prata, preto, branco ou marrom), o interior é escurecido com detalhes em cobre nas portas, na área central e nas costuras dos bancos. Os equipamentos de série são com base na Titanium 4x2 ( Fotos: divulgação )

Mais do que apresentar a versão do EcoSport com tração integral, a Ford mostrou um novo modelo. Equipamentos e motor são compartilhados da configuração Titanium, porém o design está mais robusto, com pegada mais agressiva. A começar pela grade emprestada da picape Raptor, a qual é vendida com exclusividade nos EUA.

E para esse ponto eu abro um parêntese: com esse mesmo nome foi lançada uma versão para a Ranger. Apresentada na Tailândia, a grade também segue a linha F-150 Raptor com a Ford destacada, como que marcado em ferro, e tem motor 2.0 diesel de 213 cv com transmissão automática de dez marchas. A empolgação em torno desse carro vem na divulgação da marca que o modelo "está preparado para entortar pescoços na Ásia e no mundo inteiro". Então, em breve teremos dois seguidores de Raptor pelo Brasil.

Design

Fora o "Storm" em letras garrafais estampando a grade, o nome também está nas laterais, em um adesivo que avança ainda até o capô, como uma tatuagem. Quem quiser se esconder na multidão, tem a carroceria em preto perolizado, não tendo contraste algum com esse aplique. Mas, pela discrição terá que pagar R$ 1.300 extra ao preço de R$ 99.990 (o mesmo vale ao exterior em prata metálico). Para completar, seu nome é levado na parte de trás na nova capa do estepe rígida.

Além disso, o modelo conta com rodas de liga leve aro 17, que estão projetadas mais para fora, e exibem design exclusivo com acabamento em prata, envolvido por uma moldura na caixa de rodas. Lembrando que o pneu é para asfalto.

Segundo a Ford, a diferença na tração seria pouca com tipo misto e pioraria o nível de ruídos do carro. Então, na balança, preferiram manter o 100% urbano.

Para completar, a dianteira traz para-choque escuro combinado ao prata (o mix se repete na traseira), e os faróis de xênon têm máscara negra. E ele ainda tem rack com barras de teto na tonalidade cinza. O porte do automóvel está diferente também, apesar de quase mínimo na comparação.

Tem 88mm a mais no comprimento (4357 mm) e 20 mm mais largo sem os retrovisores (1785 mm), o que se deve ao novo posicionamento das rodas para fora (10mm).

O ângulo de entrada ficou melhor: 23,6º e a altura livre do solo é de 200 mm. O ângulo de saída mantém o 27,6º do modelo 4x2.

Extras

Não há opcionais ao Storm. A cor externa é o único poder de escolha do cliente. A sugestão é escolher o marrom batizado de Trancoso. É o tom do lançamento, particularmente combina ao visual fora de estrada que o EcoSport quer transmitir e não tem nenhum acréscimo ao preço final do produto. A segunda boa opção é o branco, que faz um bom contraste com o preto dos adesivos e é só R$ 500, 00 a mais na conta.

Equipamentos

Oferecido em versão única, os itens de série são praticamente uma cópia da lista da top de linha 4x2 do modelo, com exceção para o sistema de monitoramento de ponto cego.

Entre os seus destaques estão central multimídia SYNC 3 com tela flutuante de 8", painel de instrumentos de 4,2", chave com sensor de presença para acesso inteligente e partida por botão, sensor de chuva, câmera de ré, acendimento automático dos faróis, teto solar elétrico, volante com ajuste de altura e profundidade, controle de velocidade, ar-condicionado automático digital, banco do motorista com ajuste de altura, sete airbags, monitoramento de pressão dos pneus, sensor de estacionamento traseiro, assistente de partida em rampa, entre outros.

Na prática

Assim como julho do ano passado a bordo do EcoSport 4x2, o test-drive do Storm foi curto para avaliação, apenas 20km. Nesse pouco tempo, entre pisadas fundas no acelerador e redução de velocidade, o veículo apresenta bom arranque e retomada, a um custo do motor gritar um pouco na aceleração mais brusca. Lembrando que o propulsor é o 2.0 flex de até 176 cv e transmissão automática de seis velocidades.

No terreno com piçarra e na terra batida, poucas vibrações no volante e banco, fora o silêncio a bordo. Ponto positivo.

Como passageira, resolvi verificar o seu sistema de navegação. Ao tentar escrever o local na "busca de destino", a função proíbe dizendo que o carro está em movimento. Não há botão para apertar afirmando que quem está no controle é o passageiro. Ponto negativo.

Como uma alternativa, existe um procedimento mais longo e, mesmo assim, não eficaz. Primeiro selecionamos a categoria de local desejado, hotel por exemplo, porém só mostra os da redondeza, nada de município diferente. E, se formos pelo comando de voz, apenas é possível colocando o endereço completo, se disser apenas o nome do restaurante ou ponto turístico não conseguimos.

Falando de tração, nada de muito ousado no caminho, como lama ou rampas, para ver o sistema agir de forma mais ativa. No entanto, conforme a Ford, ela funciona sob demanda: detecta a diferença de tração nas rodas e escolhe a melhor distribuição de torque entre elas para otimizar o desempenho em pisos irregulares e de baixo atrito. Para quem quiser ver a mudança, a informação está no painel digital, por meio de desenho na tela, ilustrando com barras azuis a força aplicada em cada roda.

Ficha técnica

Motor: 2.0 l Flex
Potência: 170 cv (gasolina)
176 cv (etanol) a 6500 rpm
Torque: 202,4 Nm (g) e 221 Nm (e) a 4500 rpm
Câmbio: automático de seis velocidades
Tração: 4WD inteligente
0 - 100km/h: 10,7 seg (com etanol)
Velocidade máxima: 180 km/h
Consumo: 6 km/l (e) /8,5 km/l (g) na cidade e 8 km/l (e) e 11,4 km/ (g)l na estrada
Preço: R$ 99.990
Fonte: Ford Brasil

*A repórter viajou a Porto Feliz (SP) a convite da Ford

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.