Reparos

Toyota convoca recall do Corolla por problemas de air bag

Agendamento pode ser feito a partir desta quinta-feira (5). Toyota também chama os donos do Corolla GLi 1.8 automático CVT para reparo envolvendo o câmbio

17:09 · 05.04.2018 / atualizado às 18:25
No decorrer de uma investigação realizada pelo fornecedor, no Japão, na peça denominada deflagrador, que integra o sistema de air bag do passageiro do Corolla, constatou-se a degradação do componente após longos períodos de exposição a altas temperaturas, grandes variações de temperatura e alta umidade. Foram afetados os modelos fabricados de 7 de janeiro a 20 de dezembro de 2013, o que abrange um total de 53.635 unidades do sedan médio.
 
Esses fatos tornam o deflagrador mais suscetível a romper-se inadequadamente no caso de colisão do veículo, podendo provocar dispersão de fragmentos de metal da carcaça juntamente com a bolsa, causando lesões físicas graves, ou até fatais, ao passageiro e aos demais ocupantes do veículo.
 
Como medida corretiva, a substituição do air bag do lado do passageiro acontecerá em uma única etapa com início hoje, 4 de abril de 2018. Os proprietários deverão entrar em contato com a rede de concessionárias autorizadas Toyota para agendamento prévio. A relação de concessionárias autorizadas para atendimento está disponível no site www.toyota.com.br.
 
Versão GLI
 
Modelo também é convocado na configuração GLi 1.8 automático CVT, fabricado entre outubro de 2013 e agosto de 2017. Esta campanha abrange um total de 65.963 unidades do sedan médio.  
 
Devido à programação incorreta da Unidade de Controle Eletrônico (ECU), que controla a Transmissão CVT, existe a possibilidade de ocorrer o mau funcionamento da válvula solenoide da CVT. A Unidade poderá detectar uma diferença de informação (comandada versus real), resultando no aparecimento de uma luz de advertência no painel de instrumentos e na limitação da velocidade do veículo em até 60 km/h.
 
Para corrigir, os reparos serão feitos em uma única etapa e terão início em 16 de abril de 2018 para realizar a reprogramação da Unidade de Controle Eletrônico (ECU) da Transmissão CVT e, caso necessário, efetuar o reparo da Transmissão CVT. Os proprietários deverão entrar em contato com a rede de concessionárias autorizadas. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.