Fenatran

Scania leva novas soluções em pesados

Com dois estandes, marca apresenta novidades em caminhões e serviços durante o evento

10:07 · 17.10.2017
Com o Heavy Tipper, a Scania cria o nicho de 40 t e 58 t de PBT.
Na Fenatran 2017, a Scania faz o lançamento de cinco caminhões e de dois serviços. Nos rodoviários, as novidades são as motorizações, de 450 e 510 cavalos, que oferecem até 5% a mais de economia de combustível. Esses propulsores passam a ser equipados com um sistema de injeção de alta pressão, além de produzidos em CGI, um composto compactado de ferro e grafite que duplica a resistência a fadiga. Os novos propulsores são de 13 litros e seis cilindros em linha e foram desenvolvidos com tecnologia de alta pressão de injeção de diesel e múltiplos pontos para diminuir o consumo, os ruídos e as emissões. Com essa evolução, são mais silenciosos do que a versão atual. 
 
O Heavy Tipper traz para a gama fora de estrada dois modelos para a mineração, sendo o 8x4 capaz de transportar até 25% a mais de carga líquida, reduzir em até 15% o custo por tonelada transportada e aumentar em 30% a vida útil na operação, o que significa cerca de um ano a mais de trabalho (sendo três a vida média das opções atuais do mercado). Com ele, a Scania cria o nicho de 40 t e 58 t de PBT.
 
O outro lançamento é a expansão da gama V8 com um cavalo mecânico apto a acoplar no inédito Super Rodotrem, composição de 11 eixos, capacidade de 91 t e 620 cv de potência, que inaugura um novo nicho para atender aos segmentos canavieiro, de grãos, insumos agrícolas e de produção rural. Os motores de alta potência e alto torque V8 são construídos com pistões na disposição em “V”, estrutura que agrega maior durabilidade dos componentes internos. Um benefício obtido em razão da acomodação das peças, que também permite uma melhor lubrificação e arrefecimento do bloco. O V8 atende às necessidades do segmento rodoviário e está disponível na opção de 16 litros com configurações de 560 ou 620 cavalos, potências que podem oferecer desempenho, robustez e longa vida útil com economia de combustível. A versão de 560 cv desenvolve um torque de 2.700 Nm, entre 1.000 e 1.400 rpm, e a 620 cv, torque de 3.000 Nm, também entre 1.000 e 1.400 rpm.
 
Em serviços, a fabricante apresenta o inédito Programa de Manutenção com Planos Flexíveis no mercado brasileiro, modalidade em que, por meio da conectividade, o veículo informa o momento ideal de parar para a manutenção. Nesse novo sistema, o pagamento passa a ser mais dinâmico, personalizado e por tempo indeterminado; e feito de acordo com a quilometragem rodada de cada veículo e tarifação por consumo de combustível (ou seja, quanto mais economizar diesel menos o cliente pagará). Tem ainda o Driver Services, que, por meio de um conjunto de ações focadas no motorista,  proporciona a evolução no modo de direção. Esse serviço pode diminuir até 10% o consumo de combustível.
 
Estande
 
Com quase 3 mil metros quadrados, o espaço conta com três áreas distintas: Área de Soluções, Espaço Amanhã e Espaço 60 Anos, que comemora as seis décadas de Scania no Brasil, completadas em 2 de julho, e conta com  nove veículos históricos: L 71 (importado em 1957), L 75 (representante da primeira linha de caminhões da marca produzidos no Brasil), L 76, L 110 S, LK 140 V8, L 111 S, T 112 HW, T 113 H, da icônica Série 3, e o T 124, da Série 4, lançada em 1998. Para quem quiser ver de perto, o 21º Salão Internacional do Transporte (Fenatran) acontece até o dia 20 de outubro no São Paulo Expo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.