Nacional

Produção de T-Cross está confirmado para 2019

Para a sua chegada, R$ 600 milhões serão investidos para o desenvolvimento, testes e validação do produto

13:11 · 05.04.2018 / atualizado às 13:12
A Volkswagen anunciou o investimento de R$ 2 bilhões para o desenvolvimento e a produção do SUV T-Cross em sua fábrica de São José dos Pinhais (PR). O modelo é o primeiro SUV produzido pela marca no Brasil. Do aporte total, R$ 600 milhões serão para o desenvolvimento, testes e validação do produto e R$ 1,4 bilhão para ampliação e modernização da fábrica
 
O montante será para melhorias tecnológicas. A estamparia, onde as chapas de aço são moldadas, receberá 158 novas ferramentas. Na armação, onde as peças são unidas formando as carrocerias, além da ampliação predial de 5.500 m², serão instalados 239 robôs com tecnologia de ponta, mais rápidos, precisos e eficientes, assim como equipamentos de solda a laser, que fazem a união das peças por meio de um feixe de luz. 
 
Na pintura, está sendo reprogramada e customizada para receber as novas cores que acompanharão o modelo, além de um equipamento de aplicação de cera nas cavidades, garantindo uma proteção extra contra corrosão.
 
Já na montagem final, onde o carro recebe todos os componentes mecânicos e elétricos, modificações estão sendo realizadas para atender a Estratégia Modular MQB no Fahrwerk - onde é feita a união da parte motriz do veículo (motor, transmissão e suspensão) com a carroceria. Além da aquisição de máquinas e equipamentos com tecnologias avançadas para a produção do novo modelo.
 
No geral, o valor será direcionado para ampliação da fábrica, modernização da manufatura, testes de certificação e validação do produto, desenvolvimento local de peças e qualificação de pessoal, além de ações para o lançamento do modelo no Brasil. O valor faz parte do plano de investimentos da empresa no Brasil, que prevê R$ 7 bilhões até 2020.
 
A produção do T-Cross, a chegada ao mercado brasileiro e exportações aos principais mercados na região América do Sul, Central e Caribe estão programadas para o primeiro semestre do ano que vem.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.