Auto serviço

Conheça o funcionamento do CVT; veja vídeo

Ainda há muita dúvida sobre a diferença do câmbio CVT diante dos automáticos tradicionais, saiba mais sobre o seu funcionamento

08:00 · 15.03.2018
O câmbio CVT ainda desperta curiosidade dos brasileiros. Por conta disso, a Nissan preparou um vídeo que mostra as características, funcionamento e vantagens do câmbio XTRONIC CVT, que equipa versões de todos seus veículos de passeio vendidos no Brasil (March, Versa, Sentra e Kicks). A Nissan foi a primeira marca a oferecer esse tipo de transmissão – normalmente encontrada em carros de segmentos superiores – para veículos compactos no mercado brasileiro, ao equipar March e Versa, a partir de 2016.
 
O sistema da transmissão XTRONIC CVT é constituído por duas polias de diâmetro variável, ligadas por uma correia metálica, sendo que a Primária (conhecida como condutora) recebe o torque do motor e a Secundária (ou conduzida) o transmite ao diferencial. Cada polia tem dois cones que se afastam ou se aproximam, diminuindo ou aumentando a largura do canal onde passa a correia, elevando ou reduzindo a velocidade do carro de acordo com as demandas do pedal do acelerador.
 
Quando os cones estão juntos, esse canal fica mais estreito e o raio da polia aumenta. Em marcha reduzida, a polia condutora apresenta um raio menor (cones afastados), enquanto a polia conduzida fica com raio maior. Na medida em que o carro acelera, o movimento das polias se inverte e a relação de marcha fica maior. A distância entre as polias é fixa, como também o comprimento da correia. Assim, o XTRONIC CVT apresenta uma infinidade de marchas entre as menores e maiores relações.
 
Assista ao vídeo que exibe explica as diferenças do câmbio XTRONIC CVT® para o automático tradicional e conheça mais sobre esse diferencial da Nissan:

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.