Serviço

Confira 5 dicas para economizar combustível

Manter a revisão dos equipamentos em dia é o primeiro passo para não aumentar o consumo

10:05 · 27.08.2017
Gasolina
( Foto: Arquivo )
Com a frequente variação do preço do combustível - geralmente para mais caro -, torna-se cada vez mais necessário fazer uso das dicas para o menor consumo. Para ajudar nesse quesito, Fábio Facca, gerente nacional de vendas varejo da Campneus, revendedora Pirelli, elenca algumas orientações:
 
- Calibragem de Pneus: Pneus com calibração baixa, além de desgastarem mais rapidamente, criam um movimento de arrasto maior do carro, o que exige mais esforço do motor e, consequentemente, aumenta o consumo de combustível. Um carro desalinhado e com o balanceamento fora dos padrões também consome mais que o comum, já que exige bastante esforço do motorista para mantê-lo em linha reta. 
 
- Cuidar dos filtros: Verificar se os filtros do óleo, do combustível, do ar e de cabine estão em boas condições. Filtros velhos e sujos contribuem para o aumento do consumo, já que o motor precisará fazer mais esforço para puxar o ar, ou mesmo o combustível para se movimentar. A perda de potência do veículo também pode indicar entupimentos em filtros do combustível fora das especificações. Quando isso ocorre, o motor passa a puxar mais ar que combustível e, com isso, o motorista é obrigado a acelerar mais, aumentando o consumo de combustível. Além disso, filtro de combustível saturado pode provocar o entupimento dos bicos injetores e a queima da bomba de combustível. O mesmo vale para os filtros de cabine que, se estiverem obstruídos, não condicionam o ar de maneira correta, prejudicando o controle de temperatura e aumentando o consumo de gasolina/etanol. 
 
- Olho no Óleo: O óleo e o combustível funcionam separados no motor do carro e eles não se misturam. Porém, se o lubrificante estiver fora das especificações ou velho, ele influencia no aumento do consumo de combustível. O óleo impede o desgaste das superfícies metálicas do motor, criando uma película de óleo entre elas. Ele tem como função dispersar o calor e reduz o atrito, protegendo o motor. Um lubrificante de qualidade previne acúmulo e depósito de partículas de sujeira. O óleo ainda protege contra borra e oxidação, minimizando os ácidos que podem causar corrosão. Facca explica que um lubrificante não recomendado pela fabricante do veículo não fará uma limpeza completa, não controlará de maneira eficiente a temperatura do motor, não vai lubrificar corretamente as partes móveis do motor, podendo gerar temperatura altas e prejudicar o desempenho, acarretando no aumento consumo de combustível. 
 
- Pneus verdes: "Não, eles não são verdes. Apenas possuem esse nome devido composição, com itens menos ofensivos ao ecossistema, e pelo seu funcionamento que propicia a economia de combustível", explica Facca. O executivo explica que esses pneus são mais leves, menos ruidosos e possuem uma durabilidade maior, graças ao processo de fabricação. Esse pneu tem uma resistência menor ao rolamento, o que resulta na melhoria da eficiência de combustível. "Além de economizar gasolina, os pneus verdes possuem bom desempenho em pista molhada. É um custo-benefício que o consumidor deve colocar na ponta do lápis. 
 
- Freio-motor: utilizar o pedal do freio para diminuir a velocidade é o procedimento mais comum e indicado para motoristas. Mas sabia que o freio-motor, além de ajudar a estabilizar o veículo, também ajuda na economia do sistema de freios e de combustível? “O freio motor é a redução da velocidade sem a utilização do pedal do freio. O simples toque do pé pelo pedal da embreagem juntamente à reduzida de uma marcha já provoca a desaceleração do automóvel. O mito do aumento de consumo de combustível pela redução de marcha não é verdade. O sistema de injeção eletrônica automaticamente faz o corte da gasolina, ou etanol, no mesmo instante que ocorre a retirada do pedal do acelerador. O consumo de combustível é relacionado ao acelerador, nunca ao desacelerador”, finaliza Facca. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.