lançamento

Honda CG chega renovada

Com 42 anos de vida, a moto da Honda se reinventa para tentar continuar a ser o veículo mais vendido no País

00:00 · 10.09.2018 por André Marinho - Editor
Comum a todas as CG é o chassi na consagrada arquitetura Diamond, na qual o motor desempenha papel estrutural Antes e depois: a edição 1976, que ajudou a construir o mercado e ao lado a 2019

Honda CG, desde sua primeira versão em 1976, está na liderança de vendas no Brasil. Em sua versão 2019, o veículo mais comercializado da história do país, ganha novas cores e grafismos, além de uma nova roda de liga-leve na versão líder de vendas, a CG 160 Fan, e no modelo de uso profissional, a CG 160 Cargo.

Cores e grafismos

A CG 160 Titan 2019 é oferecida em três novas cores: vermelho e azul perolizado, e prata metálico. Grafismos inéditos exaltam o dinamismo do modelo e também sua esportividade, incorporando uma faixa de tanque na parte superior central, ao melhor estilo das esportivas CBR.

A CG 160 Fan 2019 terá também três opções de cores: o tradicional preto, um novo vermelho e a nova opção cinza metálico, todas complementadas por grafismos atualizados e pelas novas rodas de liga-leve, com o mesmo design da Titan.

Já a CG 160 Start também recebe a nova tonalidade de vermelho e mantém a opção em preto no modelo 2019. A CG 160 Cargo permanece disponível em opção única no novo modelo, branco.

As versões CG 125i Cargo e CG 125i Fan não sofrem alterações e continuam sendo comercializas como modelo 2018, nas cores branco, na primeira, e vermelho e preto.

Constante evolução

Duplamente econômica - no consumo de combustível e manutenção acessível - sua versatilidade e robustez a tornaram uma unanimidade. Na base do sucesso da CG está a reconhecida engenharia Honda. Nas últimas quatro décadas novas tecnologias foram ciclicamente incorporadas ao modelo visando a melhoria do desempenho, economia, segurança e confiabilidade.

Exemplos do aperfeiçoamento técnico não faltam: a novidade é a atualização do design das rodas de liga-leve na best-seller da família, a CG 160 Fan, e da "máquina de trabalhar", a CG 160 Cargo.

No modelo 2018, a inovação foi a introdução da suspensão dianteira SFF (Separated Function Fork), derivada das máquinas usadas nas competições off-road - motocross, enduro e rally.

Em 2014 foi a vez dos freios CBS (Combined Braking System), tecnologia que elevou o patamar de segurança com redução dos espaços de frenagem à níveis inéditos.

A CG 160 Titan, CG 160 Fan e CG 160 Start são dotadas do mais moderno e potente motor de sua categoria, o monocilindro 4 tempos de exatos 162,7 cm3, que gera 15,1 cv (etanol) e 14,9 cv (gasolina) de potência máxima a 8.000 rpm. A cifra do torque máximo também é recorde no segmento, 1,54 kgf.M (etanol) e 1,40 kgf.M (gasolina) a 6.000 rpm. Já a CG 125i Fan, a "porta de entrada" no mundo das CG, é equipada com o um monocilindro de 4 tempos de 124,7 cm3, um campeão em economia de combustível.

FIQUE POR DENTRO

Mais que uma moto, um ícone da indústria

Nem Fusca, nem Gol, nem Onix. O veículo com mais unidades vendidas no Brasil tem duas rodas: é a Honda CG. Ao longo de 42 anos, a CG teve muitas mudanças, versões e séries, que revelam o aprimoramento contínuo de um produto que já nasceu bom. Em setembro de 1976 saíram da linha de montagem as primeiras CG 125 brasileiras, com a missão de popularizar a motocicleta no País através de um veículo acessível e confiável para transporte, trabalho e lazer. A mecânica simples incluía um câmbio de 4 velocidades com todos os engates feitos para baixo, mais um facilitador para quem entrava no mundo das motos.

Nos anos seguintes a Honda aumentou a família, oferecendo a versão ML (Modelo Luxo) para quem buscava mais sofisticação, a partir de 1978. Bancos de acabamento diferenciado, componentes cromados, tanque de gasolina maior e câmbio com cinco marchas. Depois veio a Turuna, em 1979. A primeira de oito reestilizações estreou em 1983, mostrando que a categoria das 125 estava consolidada e a CG ainda teria muitos anos pela frente.

E como se vê, uma dezena de milhões de unidades pela frente.

Mais...

Ficha técnica

Motor: monocilindro 4 tempos de 162,7 cm3

Potência: 15,1 cv (etanol) e 14,9 cv (gasolina) de potência máxima a 8.000 rpm

Torque: 1,54 kgf.M (etanol) e 1,40 kgf.M (gasolina) a 6.000 rpm

Preços*:

CG125i Fan - R$ 7.161,00

CG125i Cargo - R$ 7.165,00

CG160 Fan Cargo - R$ 9.035,00

CG160 Start - R$ 8.030,00

CG160 Fan - R$ 9.035,00

CG 160 Titan - R$ 10.241,00

Fonte: Honda do Brasil (*sem frete)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.