nova categoria

Ford Ka em versão SUV?

Com cara de mini "SUV", a marca enquadra o modelo em uma nova categoria. A sigla CUV é para "Veículo Utilitário Compacto". Com inspiração no EcoSport, modelo é batizado de "FreeStyle"

De novidades, novo produto mostra maior altura em relação ao solo (número não revelado), rodas de liga leve aro 15, rack de teto, novos para-choques, farol com máscara negra e molduras escurecidas na parte inferior ( Fotos: Camila Marcelo/Divulgação )
00:00 · 05.02.2018 por Camila Marcelo* - Repórter
Assim como a tela, a previsão é vir também com o mesmo câmbio automático de seis marchas do EcoSport (foto acima). De tecnologia, já foi confirmado o SYNC 3

A Ford havia ensaiado um Ka com espírito aventureiro no lançamento da configuração "Trail" no ano passado. Com a suspensão elevada de 3,1 cm a mais que o modelo tradicional, a proposta já era facilitar a ultrapassagem de trechos esburacados ou com muitas lombadas. Nessa época, a marca não batizava a versão de SUV, porém, desta vez, arriscou em apresentar um novo Ka para chamar de "utilitário compacto": o FreeStyle.

A ideia é basicamente a mesma: elevar a suspensão para fazer um fora de estrada leve. Inclusive, do "Trail", compartilha o mesmo tamanho aro 15 dos pneus e alguns detalhes, como os faróis com máscara negra. No entanto, está com nova roupagem, confesso que um pouco mais robusta, para fazer jus a adesão à nova categoria.

Para dar essa encorpada, ganhou novos para-choques, apliques frontais e traseiros metálicos, moldura cromada na dianteira e escurecida na parte inferior, grade com acabamento metálico, rack de teto de alumínio e retrovisores com acabamento na cor "Magnetic".

Com essas mudanças, certamente virá também com preço mais cheio do que o "Trail", que é vendido por R$ 48.990 no 1.0 e R$ 52.990 com motor 1.5 litros, segundo apurado local.

De repente, assim como a inspiração do nome veio da versão do EcoSport, o seu valor talvez se aproxime dele também. Inclusive, outra aposta é que ele virá com o novo câmbio automático de seis marchas. Mas, por enquanto, nada divulgado.

Preço, versões, altura em relação ao solo, interior ou ate mesmo a data de lançamento, nada foi divulgado. No entanto, mesmo não podendo abrir a porta após a apresentação (até os vidros estavam com uma película de fumê intenso), a Ford afirmou que vai oferecer o que ela tem de mais avançado em conectividade: o sistema SYNC 3, com comandos de voz e acesso à Apple CarPlay e Android Auto. Já sua tela da central multimídia de 6,5 polegadas será flutuante, como na nova geração do EcoSport.

Parêntese

Falando em EcoSport, tem test-drive da sua versão Storm nesta semana em Porto Feliz, no interior de São Paulo. O pré-lançamento foi até liberado no site da marca na última semana a partir de R$ 99.990.

Ele é o único da gama com tração 4WD e virá com motor 2.0 flex de 176 cv com câmbio automático. No visual, o que mais chama a atenção é a grade estilizada com a logo nada discreta "Storm", além de adesivos que identificam a versão na lateral e no capô.

Mercado

Segundo o gerente de marketing e produto, Fernando Pfeiffer, ainda havia uma lacuna a ser preenchida, a qual o EcoSport não contemplava esse novo consumidor. A Ford promete trazer o produto forte ao mercado para brigar, principalmente, com Renault Kwid e Honda WR-V.

Destacando que, de concepção global, o País não terá exclusividade de mercado. Inclusive, até sua apresentação foi compartilhada. Jornalistas brasileiros e argentinos estiveram na capital paulista e, simultaneamente, o produto foi mostrado na Índia. Já nos próximos dias, será revelado na Europa. Ao todo, 120 países irão receber esse novo modelo.

Sem dia oficial, o lançamento chegará no início do segundo semestre. Agora, é esperar.

*A repórter viajou a São Paulo (SP) a convite da Ford

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.