Dica

Cuide bem de sua tração 4x4

Se cuidar bem ele nunca vai te deixar na mão. A manutenção do sistema de tração 4x4 é fundamental

Depois de comprar um carro com 4x4, a forma de dirigir e o conceito de aventura muda; é uma espécia de vício onde não só o motorista se envolve, mas toda a família, em passeios inesquecíveis
00:00 · 17.04.2017 por André Marinho - Editor
Comboio: Fazer trilhas sempre em grupo evita problemas e pode salvar seu 4x4

Batizado de 4×4 os veículos de quatro rodas cujo sistema de transmissão distribui o torque gerado pelo motor para todas as rodas. Seu principal objetivo é o de aumentar a capacidade de tração do veículo, quando trafega em pisos de baixa aderência.

Mas ao contrário do que muita gente pensa esse recurso não é nenhuma novidade. Na década de 30, a Volkswagen já utilizava em veículos militares leves, como o Schwinnwagen e o Kommanderwagen. Além do mais, utilitários e caminhões de uso militar, de todas as marcas, fazem uso da tração complementar a muito tempo.

Em relação aos automóveis de passeio, a montadora britânica Jensen ofereceu em 1966 um sistema de tração nas 4 rodas, mas era muito caro e abandonado. Em 1974 foi a vez da Subaru. Porém, no início dos anos 80, a Audi revolucionou o mercado introduzindo uma tração nas 4 rodas permanente com diferencial central no Audi Quattro.

No Brasil, a Willys Overland forneceu, no início dos anos 60, o sistema de tração 4×4, como equipamento de série, para a família Jeep e opcional para a família Rural e Picape.

O princípio de funcionamento do sistema é relativamente simples: um conjunto de transmissão, constituído basicamente por uma caixa de mudanças (manual ou automática), uma caixa de transferência (dotada ou não de uma redução extra), eixos, diferenciais e acoplamentos distribui o torque, gerado pelo motor, para todas as rodas do veículo.

A forma de utilização e a manutenção preventiva são, com certeza, os principais fatores que determinam a vida útil dos sistemas de tração adicional. E, não pode haver sombra de dúvida de que foram projetados e construídos para durar tanto quanto o resto do veículo. No entanto, alguns pontos devem ser enfocados: falta de lubrificante nos compartimentos (devido a vazamentos); falta graxa nas articulações; lubrificante está vencido (nunca foi substituído); lubrificante fora das recomendações do fabricante (mais barato); falta de intervenções preventivas (ajustes, regulagens, substituição de coifas, vedadores e rolamentos), que evitariam a pane do sistema; utilização de peças adaptadas (mais baratas); indícios de má utilização do dispositivo ou mesmo do veículo (peças quebradas por trancos ou desgaste muito acentuado), devido a falta de leitura do manual de operação.

Detalhe

Nos carros atuais, um botão giratório garante os modos de condução para o seu carro com tração 4x4; se informe bem antes de partir para as trilhas 

Porém, não se pode generalizar. Os verdadeiros "trilheiros", além de saber utilizar os sistemas como ninguém (devoram os manuais de operação), exigem tratamento cinco estrelas para as suas máquinas.

O ideal, além de manter as revisões em dia na concessionária da marca e seguir sempre as recomendações contidas nessa "Bíblia" do veículo, é ter um mecânico de confiança que conheça bem o que é um sistema 4x4.

Além de conhecer, se ele for trilheiro melhor ainda, já que isso o credencia a saber dos segredos de tudo o que pode vir a acontecer no veículo.

Usar bem o sistema também é essencial. Nunca se deve usar a tração 4x4 no asfalto. Só use em caso de chuva forte, em que a pista estiver muito escorregadia. A sensação de mais controle do veículo com o dispositivo ativado é grande. Evite passar dos 80 km/h nessa situação.

Em trechos arenosos ou dunas, caso o carro fique atolado, use o 4x4 reduzido. Uma outra dica para rodar neste tipo de terreno é diminuir a calibragem dos pneus para obter mais tração. Atenção, volte a calibragem correta ao sair da aventura. Faça assim e se aventure.

Saiba mais

ART-TIME 4WD: Sistema selecionável que não possui diferencial central. Exemplos de aplicação: família Toyota Bandeirante, família Willys

FULL-TIME 4WD: Sistema integral. Exemplos de aplicação: Land Rover, Niva, Subaru e Audi "Quattro"

ACTIVE TRAC: Sistema de tração integral desenvolvido pela Mitsubishi, utilizado nos modelos Pajero.

COMMAND TRAC: Um dos sistemas de tração total da família Jeep

Mais informações:

Confira notícias, fotos e dicas no Blog do Automóvel. Basta acessar, curtir e compartilhar: blogs.diariodonordeste.com.br/automovel

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.