turbo

Civic Si turbinado

O Auto aceitou o convite e acelerou - e muito - a nova geração do modelo que chega com novo motor 1.5 turbo

00:00 · 16.04.2018 / atualizado às 02:20 por Camila Marcelo* Repórter
O modelo vendido no Brasil traz uma exclusividade: os faróis full LED. Além disso, tem nova grade em preto e largas tomadas de ar na dianteira ( Fotos: Divulgação )
Carro traz itens do tradicional Civic, como freio de estacionamento eletrônico, travamento das portas por distância, ar digital de duas zonas e sensor de chuva
A Honda não poupou voltas aos jornalistas no Autódromo Velo Città para acelerar o novo Civic Si até enjoar. O motivo? Para aproveitar ao máximo o primeiro turbo do modelo: 1.5 de 208 cavalos de potência a gasolina combinado com a transmissão manual de seis velocidades.

Foram três voltas com instrutor ao lado e outras seis completamente livre e desimpedida para brincar o quanto quiser e ainda assim não enjoar. A melhor parte foi pôr quase 160km/h na reta e depois ter uma resposta rápida de frenagem na chegada dos cones. Em seguida, consegui também uma boa retomada para fazer sequência de curvas, com precisão no volante e excelente estabilidade.

Durante a condução, a fim de melhorar o desempenho, o painel sinaliza por luzes o momento ideal para trocar as marchas. Além disso, quem quiser melhorar seus números, pode aproveitar os dados na tela TFT de sete polegadas diante do motorista, como tempo de volta e pressão do turbo, que aparecem quando o automóvel está no novo modo Sport. Aliás, essas informações a mais no painel não é a única diferença do modo. Com ele, a direção elétrica fica mais firme e diminuiu um pouco a assistência, a resposta de acelerador fica mais direta e os amortecedores trabalham com mais carga.

Fora mais agilidade de pista, pelos 2cv a mais e 45kg a menos que a geração anterior, melhorando a relação peso/potência, o conforto a bordo também foi ponto alto ao acelerar. 

Os bancos concha, com apelo esportivo pelas costuras em vermelho, envolvem o condutor e a posição não tão baixa, permite boa visibilidade de pista. Ponto muito positivo. Para completar, o volante permite boa pegada e maciez ao toque, fazendo o condutor não esgotar de estar dentro do carro. 

Design

Apesar do vermelho ser atrelado a esportividade e ser a tonalidade de lançamento do Si, o azul certamente é o meu favorito e chama mais atenção por onde passa. Porém, claro, que os seus vincos marcantes também ajudam a atrair olhares.

E para complementar, agora é novidade: a grade frontal preta, as largas tomadas de ar na dianteira, os faróis full LED exclusivos ao País, as rodas de liga leve com dez raios e acabamento em dois tons de 18 polegadas, o elevado aerofólio traseiro com uma barra horizontal de LED que acompanha toda sua extensão e ainda o escapamento cromado com formato poligonal ao centro.

De mudanças, tem ainda as suas dimensões. Ele está 8mm mais baixo em relação ao solo, para melhorar a performance, e para melhor estabilidade está 80 mm maior no entre-eixo (agora com 2700mm), 28 mm menor no comprimento (com 4.522 mm) e 44 mm a mais de largura (com 1.799mm). O bagageiro não é o foco, mas está ligeiramente maior, de 330 litros para 334.

Mercado

Oferecido por R$ 159.900, ele está mais equipado, com novo painel, alavanca de alumínio em couro, seis airbags, dez alto-falantes, controle de estabilidade e tração, ar-condicionado de duas zonas, navegador integrado, ABS com distribuição eletrônica de frenagem e função Lane Watch, que permite visão ampla para ultrapassagem do lado direito se a seta é acionada ou quando pressionado um botão na alavanca, são alguns dos itens.

Em versão única e disponível apenas em cupê, apesar de existir sedan no exterior, para se diferenciar há quatro cores de carroceria: fora vermelho e azul já citados, ainda tem branco e preto.

O primeiro lote é de 60 unidades e começa a ser vendido agora. Esse número não é nem uma unidade por concessionária, então a dica é, se quiser o modelo, entre no espírito do Si e corra!

Ficha técnica
 
Motor: 1.5l turbo a gasolina
Potência: 208 cv a 5.700 rpm
Torque: 26,5 kgfm a 2.100 - 5.000 rpm
Câmbio: manual de seis marchas
Medidas: 4.522 mm (comprimento) x 1.799 mm (largura) x 1.421 mm (altura) e 2700 mm (entre-eixos)
Porta-malas: 334 litros
Rodas: liga leve 18 polegadas
PREÇO: R$ 159.900
Fonte: Honda

*A repórter viajou a Mogi Guaçu (SP) a convite da Honda

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.