curiosidades

Cearense em terras alemãs

O diretor de pós-venda conferiu as novidades da Audi, direto na fonte, na matriz em Ingolstadt, e contou tudo ao Auto

E na autobahn, o cearense teve a chance de dirigir o A6 todo renovado ( Fotos: arquivo pessoal )
00:00 · 06.08.2018 por Camila Marcelo - Editora interina
O e-tron é o primeiro veículo puramente elétrico da Audi. A sua autonomia com bateria completa será de 400km e, segundo a empresa, o carregamento de 80% da carga é feito em só 30 minutos. Modelo ainda é segredo de fábrica da marca ( Foto: Arquivo Pessoal )
Ao volante, Jarley dirigiu o Q8 com o motor 3.0 turbodiesel de 290cv com câmbio automático de 8 velocidades. A aceleração é em 6,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 231km/h. E ele vem com tração integral ( Foto: Arquivo Pessoal )
Na pista de teste da Audi, no aeroporto de Munique, Jarley fez uma visita às instalações da marca e também pilotou no local o novo Q8. O diretor de pós-venda da marca em Fortaleza foi a convite participando de um grupo seleto com 24 pessoas ( Foto: Arquivo Pessoal )

A Audi reserva grandes novidades em seu estande do Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. Uma delas é o Q8: o mais novo e maior SUV da família. Mas, antes do carro estar disponível aos olhos do público no País, o diretor de pós-venda da marca em Fortaleza, Jarley Oliveira, não só viu como dirigiu - e muito - o modelo em uma pista de teste da alemã, no aeroporto de Munique.

De destaque, por fora o modelo revela uma grade saliente, faróis de Led, rodas de 20 polegadas e estrutura mais curta, baixa e larga comparada ao Q7, seu companheira de plataforma. O motor será o 3.0 turbodiesel de 290cv com câmbio automático de 8 velocidades. A aceleração é em 6,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 231km/h. E ele vem com tração integral.

Entre os seus principais equipamentos está a central multimídia sensível ao toque de 10,1 polegadas para entretenimento e navegação. Abaixo dela, tem outro painel de 8,6 polegadas para o controle do ar-condicional. E fechando os destaques está o quadro de instrumentos completamente digital de 12,3 polegadas.

O modelo será vendido na Europa no fim deste ano e, sem data definida, colocará suas rodas aqui no Brasil só no começo do próximo ano. Ele virá para brigar com o BMW X6 e Mercedes GLE Coupé.

"Ele é um SUV grande, mas compacto, que vai atrair também o público feminino, porque tem design, tem características de facilidade. Virá com cores novas. Não será apenas branco, cinza. São tons exclusivos. Vai atrair um público novo", destaca Jarley.

Sedan

Também futuramente no Salão, com previsão para 2019 e direção previamente disponível ao Jarley está o A6. Porém, com esse modelo o gostinho foi mais especial porque ele pôde aproveitar o motor 3.0 diesel de 290cv em uma autobahn. Há ainda outro motor, mais plausível ao Brasil, um V6 de 340cv. A transmissão é S-Tronic (dupla embreagem) de sete marchas e consegue sair da imobilidade e chegar até 100 km/h em 5,1 segundos. A máxima é de 250km/h e tem tração integral.

"É um novo veículo, com uma carroceria e tecnologia nova", ressalta o diretor. É o caso do modo "híbrido leve". Assim como no Q8, o sedan incorpora agora uma bateria que permite desligar o motor em algumas situações de velocidade de cruzeiro, para poupar combustível.

Do Q8 também copia as três telas dentro do veículo: central multimídia, painel do ar-condicionado e quadro de instrumentos. Ele incorpora ainda um sistema de estacionamento "parking pilot", o qual manobra de forma autônoma o automóvel para entrar e sair de uma vaga.

E a oitava geração do sedan ficou maior, mais larga e mais alta, mas o porta-malas segue com o mesmo volume de 530 litros. As rodas também continuam de 21 polegadas. Ele será oferecido em 14 cores externas, sendo sete novas.

Só olhar

Além desses dois exemplares, Jarley ainda conseguiu ver de longe: o compacto A1, que virá reestilizado e também um pouco maior que a atual configuração; o esportivo S6 com nova motorização, o qual será equipado com um V8 de cerca de 500 cv de potência e tem o A4 Avant também com novidades em seu visual. Os rumores e previsão é todos esses chegarem ao País já no ano que vem. "A gente teve oportunidade de ver ainda um carro que é segredo de fábrica: o e-tron. É o primeiro puramente elétrico da marca. Ele chamou a atenção pelo design e tecnologia. É um carro que tem tudo a ver com as novas práticas de preservação ambiental, com relação às emissões. Vai atrair um público que se identifica muito com isso", acrescenta.

A sua autonomia com bateria completa será de 400km e, segundo a empresa, o carregamento de 80% da carga é feito em só 30 minutos.

E dos modelos que ele não viu, no entanto perguntou muito a respeito estão o novo Q3 e A3. "A gente sempre vai atrás das informações. Nós Escutamos que provavelmente o Q3 chega em 2019. Ele é um carro que tem tudo a ver com o público brasileiro, é muito bem aceito no País, então seguraram um pouquinho ainda, porque a Audi quer mexer muito com o mercado com esse lançamento", pontua Jarley.

Exclusivo

O convite para ver esses carros de perto na matriz da Audi foi feito apenas para funcionários da marca. Jarley foi representando a autorizada Audi Center, de Fortaleza. No entanto, foi um grupo bem restrito para Ingolstadt, nem todas as concessionárias estavam representadas na Alemanha.

Era um grupo de só 24 pessoas e, curiosamente, não basta ser representante da marca para ter essa oportunidade de dirigir e fazer treinamento direto na fonte.

"Só quem vai são profissionais certificados pela Audi do Brasil. Em cada função se tem uma formação necessária para você ser um profissional qualificado para comercializar, para fazer reparo e atendimento dos nossos clientes. O primeiro passo é esse. Depois, se tem oportunidade de conhecer detalhes técnicos do carro, construtivos do veículo, o contexto comercial do automóvel. Após isso, a gente faz uma prova, é um questionário, para avaliar e ver o nosso nível de aprendizado, se estamos realmente aptos para começar a dar as informações preliminares ao clientes da marca", detalha.

Do mais de 20, Jarley ficou em quinto lugar nessa avaliação, que se pergunta sobre um aparato total do veículo. "Há questão sobre motorização, design, parte construtiva do automóvel, infotainment, tecnologias embarcadas. É para ver se você teve um bom aproveitamento (do treinamento) para dar as informações iniciais do carro", completa.

Quando retornou, começou logo a fazer ligações para falar das novidades aos seus clientes. Mas, quem não quiser só ouvir sobre esses carros, o Salão do Automóvel está se aproximando e o estande da Audi promete.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.