lançamento

Cayenne: potência e requinte

O AUTO foi conferir com exclusividade para o Ceará o lançamento da terceira geração do SUV premium da Porsche

00:00 · 27.08.2018 por Camila Marcelo - Repórter
Image-0-Artigo-2441229-1
Apenas as rodas de 20 e 21 polegadas estão disponíveis ao Brasil. No entanto, o modelo é completamente configurável, podendo tanto a combinação de cor como a opção do tamanho do aro ser escolhido por demanda do cliente ( fotos: divulgação )

O elemento central do novo conceito de display e de operação da Porsche é a nova tela touch Full HD de 12,3 polegadas da última geração da marca.

A terceira geração do SUV da Porsche ganhou mais refinamentos para fazer jus aos produtos da marca. A mudança é aparente e pode ser vista assim que abrimos a porta. A primeira é uma tela de 12" full HD localizada ao centro do carro, emprestado do Panamera, o qual recebeu a novidade no ano passado.

De forma touch, em uma coluna na lateral esquerda, é possível acessar todo o menu do painel. Se quiser um segundo caminho, essas mesmas opções estão disponíveis logo abaixo, como a media, a navegação, a temperatura, entre outros. E o motorista que quiser agilidade para trocar o modo de condução, tem dois botões: Sport e Individual, próximos ao câmbio, para ativar/mudar rapidamente o desempenho. O melhor é que o Sport está bem pertinho do motorista, dando mais motivação para ativá-lo quando uma autoestrada se aproxima. Ponto positivo apela facilidade de acesso.

Intuitivo também é configurar as duas telas laterais de cerca de 7" no painel de instrumentos. Cada um deles é separado em duas partes, onde 3" tem as informações alteradas.

Por meio de um botão em cada uma das pontas do volante, sem ao menos precisar tirar as mãos da posição correta da direção, é possível trocar no visor as informações: de limite de velocidade a hodômetro, de navegação a quantidade da pressão dos pneus, entre outras observações. Ao centro está o conta-giros, com a velocidade digital logo abaixo dele, ao centro. Quem quiser o velocímetro tradicional, é só olhar ligeiramente para à esquerda.

Dirigibilidade

Se antes já era prazeroso dirigir um Cayenne, com esse lançamento ficou ainda mais difícil manter a velocidade da pista durante o test-drive. Com a versão de entrada, o motor é o 3.0 turbo V6. Mesmo reduzindo 0,6 litros da geração anteriormente, ganhando em economia, não perderam em potência. Pelo contrário, ele ganhou 40cv, agora com 340cv.

É só pisar que o veículo dispara, respondendo bem, como era de se esperar, nas ultrapassagens. A transmissão, apesar de serem conhecidos pelo automatizado, optaram pelo automático de oito velocidades e a tração, em todas as versões, é ativa nas quatro rodas.

A aceleração, saindo da imobilidade a 100km/h, é de 6,2 segundos. Com o Sport ligado, e claro que foi ativado durante o teste, o número cai para 5,9 segundos. A máxima dele é de 245 km/h.

Nas outras versões também houve mudança de motor. Na intermediária, houve perda de 0,7 litros, ficando 2.9 V6 biturbo com 20cv a mais: são 440 cv. A máxima é de 265km/h e a aceleração no modo "fun" é de 4,9 segundos.

Já na configuração mais desejada para test-drive, a Turbo, o motor perdeu 0,8 litros e ficou 4.0 biturbo V8 de 550 cv, 30cv a mais que antes. A máxima é de 286km/h e faz de 0 a 100km/h no sport em 3,9 segundos, 1,5 segundos a menos que antes.

Os equipamentos entre elas também mudam, além do propulsor. A top recebe, por exemplo, itens que são opcionais às duas iniciais. É o caso do pacote Sport Chrono, que vem com quatro modos de condução, a tecla sport response, o controle de largada, um cronômetro e o modo PSM Sport.

Entre perdas e ganhos entra também o seu peso. Ainda que adicionou itens de série e mudanças na acústica e aerodinâmica, como novas dimensões, o modelo ainda baixou 65 kg.

Parece pouco, mas entre os possíveis ganhos de peso (cerca de 70kg a mais) e reduções de itens (como motores menores), o total foi 135kg a menos no Cayenne S, por exemplo. E quanto às dimensões, chega 29 mm mais largo e 63 mm maior em comprimento que o modelo anterior, mas mantém a mesma distância entre eixos (2.895 milímetros). Em altura, são nove milímetros a menos e o bagageiro cresceu em volume, com 770 no total, um aumento de 100 litros.

O modelo já está disponível nas 9 concessionárias da marca no Brasil. Infelizmente, não tem em Fortaleza, a mais perto é a de Recife (PE). O SUV é oferecido em três versões, em sete opções de cores, podendo ser escolhido um tom exclusivo (inclusive uma roda fora da cartela também) por um preço adicional. Ele, assim como todo modelo da Porsche, é completamente personalizado, porém isso tem um preço. E o inicial da tabela não é pechincha: R$ 423 mil, podendo chegar a R$ 733 mil.

Versões

Cayenne: R$ 423 mil

Motor: 3.0 turbo V6 gasolina

Potência máxima: 340 cv a 5300 - 6400 rpm

Torque máximo: 450 Nm a 1340 - 5300 rpm

Câmbio: automático de 8 marchas

Aceleração: 5,9 segundos

Velocidade máxima: 245 km/h

Consumo combinado: 9,2 l/100km

Equipamentos:

Pinças de freio na cor preta

Rodas 20 polegadas

Teto solar Panorâmico

Faróis em LED com PDLS

Park Assist com câmera de ré

Brake and Warn assist

Direção assistida plus

Tampa do porta-malas (de 770 litros) com acionamento elétrico

Bancos elétricos com 8 vias de ajuste com memória para motorista

Tela touch Full HD de 12,3 polegadas

Tração integral ativa

Ar condicionado de duas zonas

Cayenne S R$ 523 mil

Motor: 2.9 biturbo V6 gasolina

Potência máxima: 440 cv a 5700 - 6600 rpm

Torque máximo: 550 Nm a 1800 - 5500 rpm

Câmbio: automático de 8 marchas

Aceleração: 4,9 segundos

Velocidade máxima: 265 km/h

Consumo combinado: 9,4l/100km

Equipamentos:

Rodas 21" RS Spyder

Pinças de freio na cor cinza

Bancos elétricos com 14 vias de ajuste

Suspensão a ar adaptável

Sistema de Áudio BOSE

Cayenne Turbo R$ 733 mil

Motor: 4.0 biturbo V8 gasolina

Potência máxima: 550 cv a 5750 - 6000 rpm

Torque máximo: 770 Nm a 1960 - 4500 rpm

Câmbio: automático de 8 marchas

Aceleração: 3,9 segundos

Velocidade máxima: 286 km/h

Consumo: 11,9l/100km

Equipamentos:

Rodas 21" Cayenne Turbo

Pinças de freio na cor branca

Bancos elétricos com 18 vias de ajuste

Porsche Dynamic Chassi Control Porsche Surface Coated Brake

Porsche Active Aerodynamics

Forro do teto em Alcantara

Pacote Sport Chrono

Ar condicionado de 4 zonas

Assistente de mudança de faixa

Cores: 7 cores externas (preto, prata, branco, mogno, azul biskay, azul luar e cinza) e duas de revestimento (preto e cinza), podendo ser encomendada de forma personalizada outros tons

Fonte: Porsche Brasil

A repórter viajou a São Paulo (SP) a convite da Porsche.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.