Carro do futuro

BMW série 5: pura tecnologia

Testamos a nova geração do sedan série 5, que exagera na performance, conforto e em itens tecnológicos

00:00 · 17.04.2017 por André Marinho* - Editor
Console integrado e com tecnologia para agradar os antenados: câmbio automático garante performance

Por fora encantamento. Por dentro sedução, conforto e modernidade. A sétima geração do bmw série 5 chegou para agitar o mercado premium. No dia 3 de maio estará nas concessionárias o primeiro lote. Vai ser um dia de festa para os fãs da montadora alemã.

Motivos não faltam: além do design arrebatador, desempenho, tecnologia e segurança vêm incluídas de série no carrão. Por dentro, o destaque fica por conta do multifunctional display, um painel de instrumentos digital com tecnologia black panel e tela de 10,2 polegadas. Os três modos diferentes de condução - confort, eco pro e sport - e suas características específicas podem ser exibidos no painel, com cores e grafismos exclusivos para cada caso específico.

A lista de equipamentos de segurança ativos e passivos inclui seis airbags - duplos frontais, dianteiros laterais, de cortina dianteiros e traseiros -, freios a disco ventilados com abs, farol de neblina traseiro, dynamic breaking lights, pneus bmw star marking com tecnologia run-flat e estepe de emergência.

São duas versões: a 530i m sport, quatro cilindros e a top de linha 540i m sport, seis cilindros. Testamos a top em 273 km na rodovia castelo branco, de são paulo a sorocaba e porto feliz.

Os novos motores do bmw série 5 são da família bmw twinpower turbo. No brasil, estão disponíveis para o série 5 duas motorizações a gasolina, que atuam com uma transmissão automática de oito velocidades e tração traseira.

O novo motor 2.0 l de quatro cilindros em linha do bmw 530i é capaz de entregar potência máxima de 252 cv entre 5.200 rpm e 6.500 rpm e torque máximo de 350 nm entre 1.450 rpm e 4.800 rpm. O bmw 530i acelera de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos.

O bmw 540i, por sua vez, traz sob o capô um motor 3.0 l de seis cilindros em linha, com 340 cv entre 5.500 rpm e 6.500 rpm e 450 nm de torque entre 1.380 rpm e 5.200 rpm. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 5,1 segundos. Em ambos os modelos, a velocidade máxima é de 250 km/h. Se o desempenho é arrebatador, na tecnologia o série 5 se supera.

Os novos sistemas de assistência ao condutor do bmw série 5 representam um grande passo na direção da condução autônoma. Novo sistema controle de velocidade de cruzeiro ativo (acc) e a nova geração do sistema auto start/stop são algumas das tecnologias presentes na máquina.

Image-1-Artigo-2228382-1

Condutor tem vários sistemas de assistência para ter mais segurança durante a dirigibilidade; tecnologias antecipam o futuro. Fotos: Divulgação. 

Auxiliar de direção e de pista: mantém o carro na trajetória em velocidades até 210 km/h, orientando-se tanto pelo veículo à frente como pelar marcações e faixas na pista. Em velocidades entre 30 e 70 km/h o sistema permite correções de rota sem as mãos no volante.

Auxílio de evasão: sistema que ajusta a trajetória do veículo em caso de mudança brusca de direção de acordo com input do motorista ao volante. Além disso, ele usa sensores para detectar quanto espaço livre está disponível ao redor do carro. O sistema atua em velocidades até 160 km/h.

Aviso de Trânsito perpendicular: utiliza sensores de radar para monitorar o tráfego em junções de difícil ângulo de visão ou quando for manobrar fora de um espaço de estacionamento localizado em um ângulo reto para a estrada.

Alerta de saída da faixa de rodagem: avisa o motorista em caso de saída da faixa de rodagem e o auxilia a retomá-la. Atua entre 70 km/h e 210 km/h.

Aviso de colisão lateral: condutor é avisado visualmente e através de vibrações no volante se outro veículo se aproximar muito.

Caso o sistema detecta espaço suficiente no lado oposto, conduz o veículo neste sentido para o afastar da zona de perigo, dentro da faixa de rodagem. Atua entre 30 km/h e 210 km/h.

Fique por dentro

História de um ícone dos sedans executivos

Tudo começou em 1972. De lá para cá, a marca de 7,6 milhões de unidades vendidas no mundo. A primeira geração durou nove anos. Em 1981 chegava a segunda. A terceira nasceu em 1988 e ficou no mercado até 1995. A quarta geração ficou de 1995 a 2004. A seguinte, de 2004 a 2010. A sexta ficou até 2016. O modelo atualmente produzido em Dingolfing, na Alemanha, representa o que a marca vislumbra para o futuro em conectividade, tecnologia e direção autônoma.

Apresentado em dezembro do ano passado na Europa, o novo BMW Série 5 é até 100 quilos mais leve que seu antecessor. Tudo graças à utilização maior de alumínio, magnésio e aços de alta resistência, seguindo rigorosamente o conceito de design leve e eficiente do BMW EfficientLightweight.

Famoso por seu conforto e espaço interno, é um carro para ser curtido na direção. Pena que muitos que compram deixam o motorista particular guiar. Sorte do motorista...

Ficha técnica

Motor: 2.0 l, quatro cilindros/ 3.0l, seis cilindros

Potência: 252 cv entre 5.200 rpm e 6.500 rpm/340 cv entre 5.500 rpm e 6.500 rpm

Torque: 350 Nm entre 1.450 rpm e 4.800 rpm/450 Nm de torque entre 1.380 rpm e 5.200 rpm

0 a 100 km/h: 6,2 segundos/5,1 segundos

Velocidade máxima: 250 km/h

Comprimento (mm): 4.936

Largura/Altura (mm): 1.868/1.466

Porta malas (sem estepe/com estepe): 530 litros/390 litros

Tanque: 68 litros

Versões: 530i M Sport/540i M Sport

Rodas: liga leve aro 18"

Cores: preto carbono, preto safira, cinza sophisto, branco alpino, azul mediterrâneo e bluestone

Preços: R$ 314.950/R$ 399.950

*O editor viajou a São Paulo (SP) a convite da BMW

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.