Lançamento

Amarok V6: potência em destaque

Anunciada para 2017, a versão chega só agora às concessionárias, mas promete compensar a espera em desempenho

Importada - Direto da Argentina, modelo está disponível em quatro cores: preto, branco, prata e cinza
00:00 · 05.03.2018 por Camila Marcelo* - Repórter
Os bancos contam com 14 ajustes, sendo 12 elétricos. A central multimídia é touchscreen de 6,33" com leitor de CD e duas entradas USB. Ela também vem com também com sensores de chuva e crepuscular ( Fotos: Divulgação )

A habilidade no fora de estrada geralmente é a característica mais aprimorada em uma picape. Porém, a volkswagen resolveu desenvolver o lado da performance em sua amarok. Fora os motores 2.0 turbodiesel de 140 cv e de 180 cv, a marca oferece ao mercado o propulsor 3.0 v6 turbo diesel de 225 cv.

Com essa novidade, fica fácil, ou melhor mais rápido, sair da imobilidade até 100 km/h em 8 segundos, como se não estivéssemos a bordo de um carrão de 3290 de peso bruto total. A performance ajuda principalmente em trajetos íngremes no asfalto e, na hora da ultrapassagem, é possível contar ainda com a função overboost.

Disponível entre as velocidades 50 e 120 km/h, é só pressionar com mais força o acelerador que 20 cv são "injetados" a mais por cerca de 10 segundos. Uma maravilha para ultrapassagens, com trocas rápidas (o câmbio é automático de 8 marchas). Muito silenciosa a bordo, quando o ronco alto aparece, só confirma que o sistema foi ativado. Depois de usar, logo em pouco tempo é possível utilizar novamente a função. Ponto mais que positivo.

Nas curvas, aspecto sensível de avaliar as picapes, a amarok saiu-se bem, até mesmo quando a pista estava molhada. O carro parecia grudado no chão no desvio do alce e também nas voltas fechadas, nem parecia que havia uma caçamba atrás. E houve ainda correção de trajetória no asfalto molhado, para ajudar no quesito segurança.

Equipamentos

Por fora, o símbolo V6 na grade dianteira e na traseira identificam a nova versão, além do retrovisor em preto perolizado. De itens de série, de diferente só o freio traseiro a disco ventilado de 300 mm e o dianteiro de 332 mm, o que colabora ao melhor desempenho em situações de maiores cargas.

No mais, a sua lista é iguala Highline 2.0 de 180 cv automática. De série vem com faróis bixenônio com luzes de uso diurno de LEDs, ar-condicionado digital, quatro airbags e sistema de auxílio ao estacionamento com câmera de ré.

Tem ainda controle de estabilidade, de tração, e descida, além do assistente para partida em rampa e do sistema de freios pós-colisão, que aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual.

Mais novidades

A Amarok V6 soma sete modelos disponíveis para a família, que começa com a S CS Chassi Cab de 140 cv manual. Além disso, faz parte das 20 novidades previstas pela Volkswagen até 2020. Três já foram: Polo, Virtus e agora a Amarok V6. O nome dos próximos já foi divulgado, com mais 11 nacionais: Fox Connect e Xtreme, Saveiro NF, Polo e Virtus GTS, Golf PA, Gol e Voyage AQ (fazendo referência ao câmbio automático batizado de AQ-250-6F), AO CUV (novo crossover com plataforma MQB-AO do Novo Polo) e Gol A00 (que terá nova plataforma, a MQB-A00). E fechando a lista tem o T-Cross confirmado já para o segundo semestre deste ano.

Agora é esperar pela chegada dos outros lançamentos.

Ficha técnica

Motor: 3.0 V6 turbo diesel

Potência: 225 cv a 4000 rpm

Torque: 550 Nm a 1500 - 2500rpm

Transmissão: automática de oito velocidades

Aceleração 0-100 KM/H: 8 seg

Retomada 80 - 120 km/h: 6,5seg

Velocidade Máxima: 190km/h

Caçamba: 1280 litros

Tanque: 80 litros

Preço: R$ 184.990 (R$ 187.710 com o único opcional de roda aro 19)

Fonte: Volkswagen Brasil

*A repórter viajou a São Paulo (SP) a convite da Volkswagen

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.