lançamentos

Agenda cheia: segmento antecipa destaques de 2018

O mercado está positivo para 2018. Para atender ao otimismo, muitos lançamentos estão confirmados para este ano

Em março, a Honda traz do Japão o lançamento a scooter X-ADV de 745cc ( Fotos: Divulgação )
00:00 · 22.01.2018 por Camila Marcelo - Repórter
Novidades da Harley da linha 2018 foram liberadas ainda em dezembro de 2017. Entre elas, a edição especial de 115 anos da marca, com seis modelos, como a Ultra Limited

A Abraciclo está otimista em relação a 2018. Para a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a previsão é crescimento de 5,9% na produção. E com mais fabricação, mais vendas. Para fortalecer essa ideia, muitos lançamentos foram confirmados.

Aliás, no próprio Salão Duas Rodas de 2017 as cartas foram reveladas quanto às primeiros novidades deste ano. Pelo menos, parte deles.

É o caso da Kawasaki que só confirmou a chegada da Z 900 RS e da Ninja 400, a qual assumirá o lugar da Ninja 300, as duas para o fim de 2018.

A Yamaha, também não quis expor muito o jogo e reforçou apenas a chegada da XTZ 150 Crosser Z no primeiro semestre. A nova versão da trail está com para-lama dianteiro alto, protetores de bengala e guarda-pó nos cilindros dos amortecedores dianteiros, protegendo-os de terra e água, comuns no fora de estrada.

Retomada

Quanto a líder de vendas no País, a Honda revelou um pouco mais. Primeiro, será a vez da CBR 1000 RR em fevereiro. Ela está de volta ao mercado brasileiro, com 90% de seus componentes totalmente renovados: do visual a mecânica. Em comemoração pelos 25 anos de produção do modelo, ela chega mais leve, com redução de 15kg, além de 11cv mais potente, agora com 195 cv.

Para completar, tem tecnologias a mais embarcadas, como novo módulo de controle de tração regulável (HSTC) e sistema de seleção do modo de condução da motocicleta (RMSS). Junto a isso, conta com cinco modos de pilotagem, seis níveis de ajuste de suspensão (três manuais e outros três automáticos) e painel de instrumentos totalmente digital (LCD), com sensor que se adequa automaticamente com a luz ambiente.

3

Neste primeiro semestre chega a XTZ 150 Crosser Z da Yamaha, é a nova versão da trail com para-lama diante alto e protetores de bengala e guarda-pó 

Importada do Japão, a pré-venda começou em dezembro, com preço sugerido de R$ 69.990, nas cores vermelha ou preta metálica, e R$ 79.990, para a versão SP nas opções vermelho, preto e branco. E, de conceito no Salão de Milão em 2016, chega importada do Japão também em março a nova X-ADV. A sigla ADV é referente ao conceito adventure ou, em português, aventura. A sua proposta é encarar o dia a dia com estilo e, no fim de semana, explorar destinos variados.

Para esta segunda parte, vem com robusto protetor de cárter de alumínio com espessura de 2,5 mm, para-brisa ajustável em cinco posições e pneus mistos. As rodas raiadas são com aro de alumínio de 17 e 15".

O motor é o mesmo da NC 750C: dois cilindros, quatro tempos, de 745 cc com 54,8 cv de potência. A transmissão é de dupla embreagem DCT (Dual Clutch Transmission), que oferece a possibilidade de optar pelo modo "D" para mudanças de marchas automáticas, ideais para uso normal, modo "S" em três níveis para ritmo mais esportivo e ainda oferecer a possibilidade de selecionar as mudanças através de seletores de "mais" ou "menos" situados no punho esquerdo.

Fora isso, todas as luzes são por LED, o painel de instrumentos é totalmente digital e está posicionado como os "road-books" presentes na CRF 450 Rally de competição e sob o banco há uma tomada de 12V. A scooter também teve sua pré-venda iniciada, com preço de R$ 52.500.

Fechando a lista das novidades já anunciadas, está a GL 1800 Goldwing para o segundo semestre. Ela também é um grande retorno da marca para este ano. Ela virá completamente renovada, 48kg mais leve, e em duas versões.

Ambas terão o mesmo motor, mais potente, preservando a arquitetura de seis cilindros boxer, agora com cabeçotes de quatro válvulas em vez de apenas duas. O pico de potência é de 127CV e chega a 5.500 rpm.

O câmbio é convencional de seis velocidades. Na opção Tour, a transmissão é de dupla embreagem DCT (Dual Clutch Transmission) com sete marchas. Para as manobras de estacionamento há o "Walking Mode", sistema que permite movimentar a motocicleta em baixíssima velocidade tanto à frente como em marcha a ré.

São outras novidades ainda o controle de tração, o assistente de partida em subidas e o sistema Start&Stop. No design, o destaque é o para-brisa regulável tanto em altura como em inclinação, o novo painel com tela TFT colorida de 7 polegadas, o sistema de monitoramento de pressão dos pneus e o sistema de áudio e navegação, com Apple Car Play, que permite o piloto ter acesso a Apple Music and Maps, fazer chamadas telefônicas e enviar mensagens ditadas usando Siri.

Renovada

Após o lançamento oficial das novidades da linha 2018 durante o Salão, a Harley passou a comercializar os lançamentos logo em dezembro.

De destaque está a novíssima motorização Milwaukee-Eight 107 (de 1745cc) e 114 (de 1868 cc), que passam a equipar não apenas a Touring, sendo oferecidos agora para a família Softail e também a nova CVO Road Glide.

E para celebrar os 115 anos da marca estarão disponíveis os modelos com elementos exclusivos, como pintura, costuras de banco e brasão de uma águia em alto relevo.

Entre eles está a CVO Limited que vem com banco com aquecimento, encosto ajustável e suspensão traseira com ajuste de pré-carga. Ao seu lado, a Forty-Eight, Fat Boy 114, Breakout, Street Glide Special e Ultra Limited também serão oferecidas em versão especial.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.