Virtus ou o novo "Polo sedan"

O sedan médio compartilha plataforma e equipamentos do seu hatch, porém se destaca com a tecnologia do "manual cognitivo"

O novo Polo já se prepara para ganhar a sua configuração sedan em janeiro. Mais do que compartilhar a plataforma MQB, divide também o design da dianteira e o conjunto mecânico: 1.6 MSI e destaque ao 1.0 TSI, com 128cv e aceleração (0 a 100km/h) em 9,9 segundos.

As suas dimensões são parecidas também, a largura e altura (apenas 4mm de diferença) são as mesmas. A vantagem está no comprimento (42,5cm maior) e entre-eixos (8,5 cm a mais). Isso permite mais espaço aos ocupantes e dentro do porta-malas, tendo 521 litros de capacidade e ajuste em duas formas, para separar as sacolas no bagageiro. Um detalhe é que na Highline o assento dianteiro e traseiro podem ficar planos para caber até um caiaque dentro do carro. E isso foi mostrado na prática durante a apresentação.

Para mais armazenamento, o porta-luvas tem 8 litros de volume e o porta-objetos, localizado entre os bancos da frente, tem 1,26 litros.

Atributos

A lista dos equipamentos de cada versão não foi destrinchada, mas leva a crer ser completamente igual ao irmão hatch, afinal, ao entrar, seus interiores são idênticos entre si. 

De itens anunciados, está o controle eletrônico de estabilidade de série nas versões com TSI. Ele engloba outros recursos, como assistente de partida em rampa, monitoramento da pressão dos pneus, bloqueio eletrônico do diferencial e limpeza automática dos discos de freio. O pacote pode ser integrado aos demais como opcional. 

É ainda oferecida à gama o sistema “Discover Media” com tela sensível ao toque de oito polegadas com espelhamento de smartphones por meio das plataformas Mirrorlink, Apple CarPlay e Android Auto. Nela pode ser visto o treino “Think Blue” com dicas de consumo.

Tem também o Active Info Display com tela de 10,25” no painel de instrumentos, que permite a sua personalização, e vem com informações de navegação que podem ser mostradas em 2D ou 3D. O interior ainda conta com três entradas USB.

O carro tem ainda sensores de estacionamento, câmera de ré, luz de advertência para cinto de segurança, quatro airbags, leitor de SD-Card no porta-luvas, ar-condicionado digital e volante multifuncional.

Manual futurista 

O novo Virtus será o primeiro da marca a oferecer o “manual cognitivo”. Mais do que trazer informações do modelo na palma da mão, o aplicativo usa a tecnologia IBM Watson de inteligência artificial para elucidar questões acerca do veículo que podem ir além do manual, como sobre a instalação da cadeirinha do bebê ou responder para que serve o isofix.

O seu diferencial é o fato de estar sempre aprendendo a cada interação. A proposta é reconhecer escrita abreviada, sotaques e até expressões regionais. Assim, vai conseguir reconhecer a dúvida, por exemplo, se alguém disser que seu pneu “torou”, como é relacionado a “furar” em algumas regiões do País. Ressaltando que o questionamento pode ser feito digitado, verbalmente ou também por fotos. Se nenhuma resposta se encaixar, o assistente encaminha à Central de Relacionamento com Cliente da marca. Com o lançamento do carro, o aplicativo estará disponível para as plataformas iOS e Android.

Mercado

Pensado para o mercado brasileiro, o Virtus será produzido na planta de Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP). O modelo foi apresentado globalmente no Brasil e, durante a ocasião, foi confirmado ainda o investimento de R$ 7 bilhões até 2020 para serem aplicados principalmente no desenvolvimento e no lançamento de 20 novos produtos, dos quais 13 serão feitos no País. E a Volks também prometeu ofensiva no segmento de utilitários com o T-Cross. Ele usará a mesma plataforma MQB e virá no segundo semestre de 2018.

Ficha técnica

Motor: 1.0 turbo TSI flex

Potência: 128 cv com etanol e 115 cv com gasolina a 5.500 rpm
Torque: 200 Nm (etanol/gasolina) de 2.000 a 3.500 rpm
Transmissão: automática de seis velocidades (com shift paddles)
0 a 100km/h: 9,9 segundos
Máxima: até 194 km/h
Porta-malas: : 521 litros
Dimensão: 4,48m de comprimento, 2,65 metros de entre-eixos, 1.468 mm de altura e 1.751 mm de largura
Preço: não divulgado

*A repórter viajou a São Paulo (SP) a convite da Volkswagen do Brasil