Peugeot 5008: SUV tamanho família

Para atender público do 3008 que deseja mais espaço, marca importa modelo de 7 lugares com muitos itens

Depois de ter as expectativas superadas com o utilitário 3008, com o qual está fazendo 500 unidades por mês quando o esperado era apenas 100, a Peugeot decidiu apostar na vinda do 5008 ao mercado brasileiro. A previsão é de 150 mensal, sendo o primeiro lote de 250 carros para atender ao preço promocional de lançamento. Porém, quem sabe não se surpreendem de novo?

Dando uma mãozinha na sorte, vão repetir a fórmula com as duas versões do 3008, as quais foram elaboradas ao País: Griffe e Griffe Pack, sem tirar nem pôr cada item de série. Lembrando, de entrada conta com painel digital de 12,3" customizável, teto solar panorâmico, volante revestido em couro, carregamento de celular por indução, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, entrada e partida sem chave, câmera de ré 180º, bancos dianteiros com cinco tipos de massagem e aquecimento, central multimídia sensível ao toque de 8", entre outros.

Na top, por fora se diferencia pelo teto e retrovisores em preto e conta a mais com frenagem automática de emergência com alerta de colisão, correção e alerta de permanência em faixa, detector de fadiga, piloto automático inteligente com sistema de parada, assistente de farol alto, reconhecimento das placas de velocidade e sistema de ponto cego ativo.

O design também é idêntico até a coluna B, onde vai os bancos dianteiros, com a grade frontal com elementos cromados e faróis full LED. Atrás, mantém a "garra do leão" nas lanternas de LED, interligadas por uma faixa horizontal em preto brilhante.

Porém, é a partir da coluna C onde este SUV mostra para que veio. São 19 cm a mais de comprimento e uma modularidade para atrair quem tem uma família grande. Ou seja, o seu ponto forte é ter assentos individuais, que permitem montar a área interna a sua maneira, seja com mais espaço para bagagem (até 1940 litros com todos os bancos rebatidos) ou para mais ocupantes (até sete pessoas).

Experimentando a terceira fileira, o que salva para aumentar a distância do joelho é o comprimento regulável em uma extensão de 150 mm. Considerando minha altura de 1,63, ficou uma separação de quatro dedos até o banco da frente e quase a mesma medida da cabeça até o teto, ou até um pouco menos. Resultado: dá para aguentar trechos curtos, mas é apertado para viagens longas. A dica é levar só as crianças atrás.

Outro ponto observado é que ele tem mais espaço de armazenamento, com dois lugares sob os pés dos passageiros da segunda fileira. E para quem gosta de sentir em um avião, tem até mezinha atrás dos bancos dianteiros. Mais comodidades? 2 tomada 12 V aos passageiros traseiros e saída de ar com 4 níveis de intensidade à segunda fileira.

Na direção, o motor é o mesmo do irmão menor: 1.6 THP a gasolina de 165 cv com câmbio automático de seis velocidades. Mesmo com 65 kg a mais que o 3008, o propulsor dá conta do recado nas ultrapassagens, gritou só um pouco mais alto quando foi preciso exigir mais dele, mas não incomodou. O consumo é 9,5 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada. E quem quiser adquirir, aproveita o "desconto" de R$ 3 mil deste mês. Ele vem por a partir de R$ 154.990.

Ficha técnica

Motor: 1.6 THP a gasolina
Potência:165 cv a 6000 rpm
Torque: 240 Nm a 1400 rpm
Câmbio: automático de 6 marchas
0-100km/h: 10,5 segundos
Bagageiro: 237 litros, 780 (sem 3ª fileira) / 1940 (2ª e 3ªrebatidas)
Preço (normal/até março):

Griffe - R$ 157.490 / R$ 154.990

Pack - R$ 166.490 / R$ 163.990

*A repórter viajou a Porto Feliz (SP) a convite da Peugeot