Cuidados com o ar-condicionado

ar-condicionado

Muito próximo à Linha do Equador, o Ceará é um dos pontos do globo que mais sente as consequências dos raios solares intensos. A climatização dos ambientes é uma saída para amenizar o calor. Mas não basta instalar o equipamento resfriador e ligá-lo para ter uma temperatura mais amena. A manutenção desses equipamentos é de extrema importância para aumentar a eficiência dos mesmos e da energia por eles utilizada para funcionar. Sem contar que aparelhos sujos podem ser prejudiciais à saúde de quem passa por esses espaços. 
Os dutos de ar, por conta da canalização, acumulam poeira facilmente. Então, o problema não são os aparelhos de resfriamento, mas sim o acúmulo de poeira. Os especialistas dizem que ficar por muitas horas seguidas em um ambiente com ar-condicionado pode ressecar as vias aéreas, irritar a mucosa e aumentar as chances de ter crises alérgicas, como rinite e sinusite. Daí a importância da manutenção adequada do equipamento de resfriamento, eliminando poeira, ácaros e bactérias que se acumulam nos dutos (tubos de aço ou alumínio que ajudam no fluxo de ar, sobretudo nos modelos split). Estes devem ser higienizados a cada
seis meses ou conforme orienta o manual de instruções. 

Ações preventivas
Para realizar a higienização do ar-condicionado, a primeira parte do processo é ler o manual de instruções. A segunda é desligar o aparelho. Só então a limpeza  propriamente dita deve ter início. A dica é começar pelo gabinete, com um pano macio e seco. Produtos químicos, panos sintéticos e espanadores não devem ser usados.
Os filtros, assim como os dutos, acumulam poeira. Para que ela não retorne ao ambiente, eles também devem ser higienizados. No caso de filtros de ar laváveis, é possível limpá-los com aspirador de pó e depois com água morna. Alguns especialistas recomendam usar apenas água. Outros sugerem água e sabão neutro. Mas nada de produtos abrasivos ou escovas com cerdas rígidas. Os filtros devem ser limpos mensalmente. Caso seja um ambiente com muita poeira, recomenda-se uma limpeza quinzenal. Os filtros não laváveis também podem ser higienizados com ajuda do aspirador de pó. Quando necessário, substitua-os por filtros novos. Mais uma vez, o manual de instruções dará a informação acertada – neste caso, a orientação da frequência com que os filtros devem ser trocados. 

Cuidados de manutenção
Recomenda-se a visita de um técnico autorizado da marca a cada dois meses para limpar e verificar o aparelho resfriador. Além da higienização – que passa pela limpeza da unidade evaporadora (chamada também de serpentina) e da unidade condensadora –, deve-se checar se a quantidade de gás refrigerante é suficiente. Se não for, deve- -se aplicar nova carga do fluido.  Essa medida evita o superaquecimento e o mal funcionamento do equipamento. Às vezes, a quantidade insuficiente de gás refrigerante é a responsável pelo ar-condicionado estar ligado, mas sem capacidade de resfriar o ambiente.
Outra parte importante da manutenção do aparelho é verificar se o dreno (dispositivo responsável por extrair a água da unidade evaporadora) está desentupido. 
Outro ponto é conferir se o ar-condicionado está ligado corretamente à rede principal. O termóstato e a chave reguladora também devem estar regulados e posicionados corretamente.
Avaliar as conexões do equipamento é igualmente importante, pois a medida contribui para evitar vazamentos, ruídos e vibrações. As flanges, as conexões
e outras fixações devem estar bem apertadas para garantir o escoamento da água e a troca de temperaturas. 

Temperatura agradável
Outra dica dos especialistas é manter o ar-condicionado sempre em temperatura equilibrada, já que a função dele é manter uma temperatura refrigerada, isto é, mais agradável do que o calor natural e que às vezes incomoda. A atenção é para não manter uma temperatura congelante, principalmente no ambiente de trabalho, onde muitas pessoas têm que conviver juntas. 
Se a temperatura amena traz sensação de bem-estar e ajuda a se concentrar melhor nas atividades do trabalho, o frio excessivo pode causar desconforto e até problemas de saúde sérios, como sinusites, gripes e amigdalites. Ele deixa o ar mais seco, facilitando o ressecamento das mucosas, e pode agravar casos de alergia. Além disso, o corpo humano tende a gastar mais energia com a temperatura interna, reduzindo a imunidade. Com bom senso e manutenção adequada, todos podem se beneficiar dessa tecnologia.


Além dos cuidados com a saúde, fazer a limpeza periódica do ar:
- Aumenta o rendimento do aparelho;
- Economiza no consumo de energia;
- Prolonga a vida útil do equipamento;
- E evita gastos com a troca de peças.


Cuidados durante a limpeza do filtro: 
1. Mantenha o seu ar-condicionado desligado durante todo o tempo da limpeza;
2. Nunca recoloque os filtros de ar úmidos, espere-os secar bem; 
3. Não coloque a mão ou qualquer objeto na saída de ar do equipamento.