Consultoria de imagem e estilo

Conheça o serviço que vem crescendo em Fortaleza e ajuda as pessoas a ganharem confiança para se vestir e comunicarem de forma mais eficaz o que desejam.

Hellen Morais
Sabrina Moura

Um serviço que tem crescido em Fortaleza é a consultoria de imagem pessoal e estilo. Ele é indicado para quem deseja aprimorar e desenvolver uma imagem que atenda as suas necessidades pessoais, seja um melhor posicionamento profissional, seja para lidar com aspectos emocionais. Quem explica é Hellen Morais, designer de moda e consultora de imagem e estilo cearense.

“Cada atendimento visa atender o desejo do cliente, e cada cliente possui seu universo pessoal. Não existe fórmula pronta para ser replicada. O mais valioso desse serviço é a personalização que é aplicada e desenvolvida durante todo o processo, no qual o foco é trazer à tona uma imagem condizente com as necessidades e com a personalidade da pessoa”, afirma a profissional.

Segundo Hellen Morais, a consultoria propicia conhecimento e autonomia às pessoas atendidas. “Às vezes, as pessoas não sabem se vestir, porque não têm o conhecimento do que fica bem, não param para se autoavaliar, o que é muito importante, já que o que fica bom para um, não fica necessariamente bom para o outro”, comenta. O serviço funciona como um treinamento, dando condições para que o cliente consiga se autogerir.

Confiança ao vestir
Hellen Morais conta que a consultoria de imagem e estilo é um processo com duração total de três meses, dividido em teoria e prática. A parte teórica é composta por coleta de dados por meio de entrevista direcionada, exercícios imagéticos e exercícios de autoconhecimento. Há o momento de análise de coloração pessoal (o conjunto de cores que garante harmonia à imagem pessoal), análise de silhueta (em que se descobrem as proporções corporais) e análise facial por meio de visagismo e morfopsicologia (o rosto estabelece senso de identidade interno e externo e é responsável por 70% da nossa imagem pessoal, apesar de ocupar a menor proporção física).

Hellen Morais
Hellen Morais: cliente é participante ativo durante o processo. Sabrina Moura

Todas essas informações, revela a profissional, são traduzidas em uma identidade visual que é proposta ao cliente com sugestões do que lhe cabe melhor após todas as análises. As orientações abrangem acessórios, maquiagem, penteado e cabelo, harmonização de sobrancelha e roupas. Quanto às roupas, abordam-se melhores modelagens e caimentos, estampas, cores, elementos de estilo e vestimentas. É como se fosse um livro pessoal, com referências da própria pessoa, do que traz benefícios à silhueta dela, esclarece Hellen.

Ela pontua que, nesse momento, cabe ao cliente acolher ou rejeitar algumas indicações. “O cliente é participante ativo durante o processo. Nada é imposto ou obrigatório. Costumo dizer que é um trabalho de cocriação, no qual a opinião é considerada e respeitada”, afirma.

Na prática
Depois vem a parte prática: mexer no guarda-roupa da pessoa, experiência de loja (que não tem propósito de compra, mas de ensinar o cliente a procurar peças que vão estar em harmonia com a identidade dele, apresentar lojas e marcas), mudança de corte ou coloração de cabelo, dentre outros serviços. O último momento é a montagem de looks, que funciona como um treinamento para o cliente aplicar o que foi proposto.

“Porque a moda é uma ferramenta para tudo que a gente faz dentro da consultoria. É a demanda que a pessoa vai trazer que vai ditar como vai ser o processo. Cada um tem o seu universo, não existe demanda fácil ou difícil. É em cima do universo de cada um que eu trabalho”, sinaliza.

A profissional ressalta que essas etapas podem acontecer de forma separada, dando vida a pacotes distintos e não somente ao serviço completo.

Serviço acessível
A designer de moda e consultora de imagem e estilo Hellen Morais diz que este não é um serviço voltado apenas para quem tem alto poder aquisitivo ou para artistas. “Isso é um preconceito estabelecido. Hoje, existe uma demanda de sermos gestores das nossas marcas pessoais para imprimir nossos valores no mundo. Qual mensagem você quer transmitir para as pessoas que convivem com você”, reflete a designer de moda. E como parte do que você comunica se dá pela linguagem não verbal, passando pelo vestir, a consultoria de imagem e estilo pode ajudar bastante nesse momento.

Mais confiante
“Pareceu-me interessante e útil conhecer aspectos no meu visual que poderiam melhorar e, assim, me ajudar a comunicar a imagem que eu queria passar no âmbito profissional para atingir meus objetivos. Ao fim do processo, fiquei satisfeita. Aprendi que cores ficam melhor em mim e valorizam meus traços; ganhei sabedoria e confiança ao me vestir; conheci um pouco mais sobre aspectos psicológicos até, que junto aos looks escolhidos contribuem para transmitir minha autoimagem, o que diminui a percepção errada das pessoas sobre a minha personalidade. O processo foi muito bom, a Hellen me acompanhou no processo de apropriação de algumas mudanças, como as mechas no cabelo, a mudança de corte, dentre outras, e sempre com pontuações pertinentes.”

Ivana Moreira (foto abaixo), profissional de marketing que passou pela consultoria de imagem pessoal e estilo de Hellen Morais.

Ivana Moreira
Waldemar Antunes