Virtus: sedan de virtudes

Testamos sete dias o novo carro da Volkswagen na região metropolitana de Fortaleza em sua versão top de linha, com motor turbo 1.0l e 128 cv

1

Com versões para todos os gostos e bolsos, motor 1.6 ou 1.0l turbo, o Virtus tem chamado a atenção de muita gente pelo excelente conjunto motor, câmbio e suspensão, espaço interno, tecnologia e visual.

A Volkswagen disponibilizou uma unidade do modelo top de linha TSi para test. Ficamos com o carro durante uma semana e circulamos na área urbana de Fortaleza e região metropolitana, arriscando também pelo Eusébio e BR 116.

O primeito ponto positivo diz respeito ao motor. Mesmo sendo pequeno, 1.0l, flex, turbo, a sensação é de estar dirigindo um carro com motor 1.8l. Torque, boas retomadas e boa arrancada são características do Virtus.

Outro ponto forte em tempos de gasolina a quase R$ 5,00: economia de combustível. Seu consumo na área urbana, sempre abastecendo com gasolina ficou em 11,2 km/l, uma marca excelente se levarmos em conta que estávamos com um sedan.

Muita gente me perguntou: ele vai aposentar o Jetta? Não ele não aposenta o sedan que é um pouco maior que o Virtus e que vem do México.

Essa versão Highline, a que dirigimos, vem equipada com: direção elétrica, ar-condicionado digital, trio elétrico com função tilt down no retrovisor direito, assistente de partida em rampa, alarme, chave presencial, sensores de estacionamento traseiros, computador de bordo, banco do motorista com ajuste de altura, controle de velocidade de cruzeiro, dois airbags dianteiros e dois airbags laterais, três apoios de cabeça no banco traseiro, ajuste de altura e profundidade do volante, controle eletrônico de estabilidade (ESC), controle de tração (ASR), bloqueio eletrônico do diferencial (EDS), descanso de braço dianteiro com porta-objetos, saídas de ar traseiras e porta USB para carga para a segunda fileira, faróis de neblina, iluminação no porta-luvas e porta-malas, luz diurna de led, porta-luvas refrigerado, sistema de som Composition Touch, rodas de liga-leve de 16 polegadas, suporte para celular com entrada USB para carga, tomada 12V e volante multifuncional com aletas, ufa! Muita coisa né?

E o painel virtual é um show à parte. A central multimídia que testamos, a Discovery Media, é rápida, intuitiva e completa, vem com Apple CarPlay, Android Auto, Mirrorlink, sensor de aproximação e GPS, falta apenas TV digital e conexão Wi-fi. Tela e painel de instrumentos 100% digital são opcionais.

Outro destaque: segurança. A Volkswagen garantiu um carro seguro, com 5 estrelas para crianças e adultos no teste de colisão do Latin NCAP.

Ao dirigir essa versão TSI, mais um ponto em comum ao Polo: a dirigibilidade. No dia a dia. Não espere desempenho apimentado do motor turbinado do Golf. Mas há fôlego de sobra em situações extremas.

O Virtus surpreende quando se pisa fundo no acelerador. A direção é leve, o rodar é silencioso e a suspensão agrada pela calibração, apesar de ser rígida demais em pisos esburacados.

Existem duas opções de motor e duas de câmbio. A versão de entrada MSI é a única a vir equipada com o 1.6 de até 117 cv a 5.750 rpm, o mesmo do Fox. O torque máximo é de 16,5 kgfm a 4.000 rpm. Para essa versão, a única transmissão disponível é a manual de 5 velocidades.

Receptividade

Segundo a gerente de vendas da Nacional Volkswagen Rogaciano Leite, Anny Lopes, o Virtus veio recheado de virtudes: "Tecnologia, espaço interno, design, porta-malas com 521 litros e excelente custo benefício são pontos que destaco", diz ela. "Além disso o manual cognitivo, onde através de um aplicativo o usuário pode conversar e tirar dúvidas sobre o carro, numa interação real", aponta. E ainda segundo ela, muitos consumidores têm elogiado o carro.

Saiba mais

Sedan Cronos é rival do Virtus e foi lançado depois

Image-0-Artigo-2408150-1

Carro da fiat, Muitos insistem em dizer que ele é o Argo sedan, e é mesmo. Apesar da semelhança e de utilizar algumas peças do hatch, esse é o Cronos. O novo sedan da Fiat traz linhas musculosas, grade e pára-choques diferentes, dando um charme nas curvas do sedan compacto. Ele veio para brigar com VW Virtus, Hyundai HB20s, Toyota Etios e GM Prisma.

O modelo fabricado na Argentina vem em 5 versões para o Brasil e com duas opções de motorização, 1.3 com 109 cv no etanol e o 1.8. Com excelente desempenho em vendas chegou chegando.