Salve seu bolso

Dicas curiosas para economizar combustível que vão fazer a diferença no final do mês

economia auto

Bolso quase vazio com tanta despeza com filhos, alimentação e transporte... Mas dá para otimizar o consumo e gastar menos gasolina por uma simples
questão de mudança de atitude e de hábitos. “Você pode estar contribuindo, por puro descuido, para que seu veículo consuma mais combustível do que o necessário para fazer seus trajetos diários”, explica Eliel Bartels, engenheiro à frente do Centro de Treinamento, Tecnologia e Inovação (CTTi) do
Grupo DPaschoal. 
Consultamos mecânicos e engenheiros para colaborar no sentido de ajudar o veículo a desempenhar melhor e gastar menos.

1. Calibre os pneus correta e periodicamente
Rodar com os pneus murchos aumenta o atrito com o solo, o que eleva o consumo de combustível. “Para evitar isso, é importante saber a calibragem ideal dos pneus do seu automóvel, informação que pode ser encontrada no manual do veículo, além de verificá-la a cada 15 dias, por exemplo, sempre calibrando quando o pneu está frio”, orienta Eliel.

2. Saiba quando andar com os vidros abertos ou ar-condicionado ligado
Dirigir com uma brisa fresca no rosto é uma delícia, mas é importante ter consciência de que, quando as janelas estão abertas, a resistência do ar tende a  aumentar – especialmente com o carro em alta velocidade – elevando também a quantidade de energia necessária para vencê-la. Portanto, quando na estrada ou em uma avenida expressa, o ideal é dirigir com os vidros fechados e com o ar-condicionado ligado (em uma potência moderada). E, por questões de segurança, melhor deixar os vidros sempre fechados. 
Por outro lado, o ar-condicionado, de acordo com a potência em que está ligado, pode se transformar no grande vilão, aumentando o consumo de combustível. De acordo com Bartels, “para evitar o uso do ar no máximo, é importante aproveitar as entradas de ar do carro para ventilar e, sempre que estacionar o veiculo, tentar mantê-lo na sombra”. 

3. Evite carregar pesos desnecessários
Quanto mais peso o veículo estiver carregando, mais combustível ele gastará para se colocar e manter em movimento. Nem sempre é possível ou conveniente diminuir a quantidade de bagagem, mas, quando houver essa possibilidade, é importante pensar bem no que será carregado, especialmente na hora de pegar a estrada. “Tudo que puder ser evitado pode contribuir para a redução do consumo e, consequentemente, de gastos.

4. Quando possível, mantenha a velocidade constante
Nem sempre é possível evitar o processo de acelerar e em seguida frear o carro, especialmente na cidade e quando o tráfego está intenso. Mas é importante  saber que essa sequência de ações tende a consumir mais combustível. Por isso, seja em câmbio automático ou manual, a aceleração progressiva e contida é a melhor para aproveitar o combustível do motor. “Ao arrancar, o motorista deve escalonar bem as marchas. A primeira é apenas para o sair da imobilidade. A segunda, deve ser utilizada até 20 km/h, a terceira até 40 km/h e assim adiante. No câmbio automático é preciso manter o pé na mesma posição para o aumento
da rotação e velocidade pois, quanto mais há trocas no câmbio, maior será o consumo devido ao trabalho dos componentes internos”, detalha Eliel.

5. Revise o veículo periodicamente
O mau funcionamento de diversas partes do carro pode acarretar em maior gasto de combustível. Por isso e também para garantir a segurança e a tranquilidade de quem utiliza o veículo, é importante fazer as revisões do carro conforme indicação do fabricante, antes de uma viagem longa ou quando detectar algum problema. Seguindo essas dicas, sua economia pode variar de 10% a 20% todo mês. Vamos dizer que gaste R$ 400 mensais. Você vai passar a gastar R$ 320. Por ano seria uma economia de R$ 960. Por isso, siga as dicas e seja feliz.