IPVA com economia

Dicas para você pagar o IPVA reduzindo custos no carro.

chave de carro e calculadora

Com a chegada do prazo da primeira parcela do IPVA, o motorista precisa ficar atento para se organizar e até poupar dinheiro. E não é tão difícil quanto parece.

Para muitos brasileiros, a chegada do novo ano não é sinônimo só de férias, mas também do aumento das despesas. Além dos gastos com compras e até material escolar, em alguns casos, essa também é a época em que vence a primeira parcela e o pagamento completo com desconto do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Como muitas pessoas viajam neste período, compartilhar carona pode ser uma alternativa. Por exemplo, combinar de alternar levar os filhos para a escola. Isso pode resultar em uma economia anual de mais de mil reais. Além disso, fica mais divertido levar os amigos do filho no mesmo veículo, não é mesmo?

O transporte público também é uma opção para algumas pessoas com destinos curtos. Além de metrô, van e ônibus, ainda existem os aplicativos de bicicleta que podem garantir sua chegada no destino de forma mais rápida e econômica.

Para aqueles que realmente precisam do carro, buscar por combustíveis alternativos pode ser uma opção. É o exemplo do uso do kit gás, que pode ser instalado em qualquer carro e, embora o investimento inicial seja um pouco alto (a partir de R$ 2.500 até mais de R$ 5 mil, dependendo do modelo), durante o uso, você poderá economizar tanto na manutenção do carro - por ser um combustível mais puro, o sistema de injeção fica mais limpo e a vida útil do óleo é prolongada - quanto no gasto no abastecimento. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), o gás natural pode ser de 50% a 56% mais econômico do que a gasolina e o álcool. 

Outro meio de conseguir economizar e realizar o pagamento do IPVA é fazendo o controle de gastos, por meio de planilhas e registros de despesas. Cada pessoa pode se habituar a um método e existem aplicativos para o monitoramento, além de blocos de nota ou até mesmo cadernetas para resumir os gastos e definir quais são as prioridades orçamentárias.

A Secretaria da Fazenda disponibilizou o valor que será taxado para cada contribuinte. Para checar, é necessário entrar no site da Receita e utilizar o número do Renavam. O pagamento pode ser feito nos guichê de caixa, nos terminais de autoatendimento, pela internet, débito agendado ou outros canais oferecidos pela instituição bancária. E pode ser parcelado, com primeira parcela dia 8 de fevereiro. Fique atento nas dicas e você vai conseguir pagar o IPVA só com esses cuidados.