Grupo FCA promete 25 novos produtos até 2022

Serão 15 novidades na Fiat e 10 para Jeep e Ram para os próximos cinco anos

argo
Novas versões de modelos atuais começam a aparecer no ano que vem. É o caso da versão aventureira do Fiat Argo, ainda sem nome definido
A Fiat retirou muitos produtos de circulação desde o último ano. De 2017 para cá, o mercado brasileiro deu adeus ao Bravo, Linea, Idea, Freemont, Palio Fire, Novo Palio e, ainda, algumas versões do Novo Uno. 
 
Quando parecia que a marca iria seguir a estratégia global de enxugar o line up, eis que o grupo FCA surpreende e promete 25 novidades, entre novos produtos e atualizações, para os próximos cinco anos, seguindo a tendência da GM e da Volkswagen. 
 
Segundo o AutoEsporte, os primeiros totalmente novos só serão lançados entre o fim de 2019 e o começo de 2020. Novas versões de modelos atuais aparecerão no ano que vem. É o caso da versão aventureira do Fiat Argo, ainda sem nome definido.
 
Do segmento com maior aposta está o SUV. Antonio Filosa, presidente da companhia para a América Latina, confirmou que estão três SUVs e pelo menos uma picape inédita na relação das 15 novidades da Fiat. 
 
Na lista da Jeep e Ram serão 10 lançamentos, sendo o facelift do Renegade o primeiro a chegar, ainda este ano. Também está confirmado um SUV premium de porte maior, conforme o Uol, um Compass de sete lugares.
 
Sobre a Ram, de acordo com a Uol, Filosa confirma os planos de nacionalizar uma picape de uma tonelada entre 2021 e 2022, mas afirmou que a empresa ainda estuda a viabilidade do projeto como produto local ou se será melhor trazê-lo importado (provavelmente da Argentina). Antes disso, porém, o grupo deve lançar via México a 1500 já no ano que vem. Outra dúvida é se vão abrir uma terceira rede de concessionárias ou aproveitarão a estrutura de Fiat e Jeep.
 
Para a renovação da gama, serão investidos R$ 14 bilhões a serem distribuídos no desenvolvimento dos veículos, na nacionalização dos motores Firefly turbo e também em novas soluções de conectividade. Do total, R$ 9 bilhões serão para Fiat e R$ 5 bilhões serão divididos entre Jeep e Ram.