Dia Nacional do Trânsito com mais multas por uso de celular ao volante

Motoristas com celular ao volante representam a terceira maior causa de acidentes e mortes no trânsito

celular
 
Segundo o Denatran, o número de multas para motoristas que usam celular ao volante no país foi de 571,6 mil nos sete primeiros meses de 2018, um aumento de 33% em comparação ao ano de 2017 inteiro. O uso do aparelho é a terceira maior causa de acidentes e mortes no trânsito, atrás somente do excesso de velocidade e embriaguez.
 
Uma pesquisa do Cesvi Brasil indica que, em média, o condutor fica quase três segundos sem olhar para a via quando usa o aparelho. Parece pouco, mas esse tempo é suficiente para causar acidentes graves, pois os motoristas não percebem a mudança repentina dos semáforos, freada mais brusca do carro à frente ou até mesmo invadem a faixa ao lado.
 
Além dos dados acima e de porta-vozes especialistas em educação de trânsito, também tenho imagens do simulador de direção, o mesmo usado em auto-escolas para auxiliar os alunos antes das aulas práticas. Desta forma, conseguimos ilustrar bem a matéria e como este recurso facilita o aprendizado dos futuros condutores.
 
Infrações passaram de médias a gravíssimas
 
Desde 2016, o CTB passou de média a gravíssima as infrações por uso de celulares. Com isso, o condutor recebe 7 pontos na CNH e paga multa de R$ 293,47. As leis mais severas até ajudam, mas alguns órgãos como o Denatran acreditam que investir na educação dos motoristas pode gerar mais conscientização e ajudar a reduzir o número de infrações.