Auto Stop: Tesla - revolução elétrica

Uma revolução silenciosa está acontecendo no mundo dos carros e o Brasil não está se dando conta disso. A Tesla, montadora focada só em carros elétricos e de alta performance, hoje é a marca de veículos de maior valor na Bolsa de Valores dos Estados Unidos, ultrapassando inclusive a Ford em valor de mercado, um feito histórico. Mas, e o que o Brasil tem com isso? Eu explico. A marca fez um grande investimento em produção de baterias ao construir uma fábrica de US$ 5 bilhões em Nevada, Estados Unidos, e quando estiver operando em plena capacidade será a maior construção do tipo no mundo. Por aqui só temos carros híbridos

Autos elétrico

Tudo se encaminha para a solução elétrica, tanto pela redução no nível de emissões de poluentes, como por questões de logística. A questão da autonomia e da performance já foi resolvida. Mesmo tendo vendido apenas 25 mil veículos no primeiro trimestre de 2017, a Tesla quer mais.

Tesla popular

Isso porque a marca já confirmou o lançamento do Model 3, que será vendido no mercado americano por US$ 35 mil, cerca de R$ 125 mil. O preço fica próximo de um sedan de luxo tipo BMW série 3 e Mercedes Classe C. Já é possível reservar uma unidade no site da Tesla e o Brasil aparece como um dos países disponíveis.

Tesla popular 2

A produção começa no final de 2017, mas durante o lançamento o CEO da montadora, Elon Musk, afirmou que 137 mil unidades já foram reservadas. O objetivo da Tesla é fabricar 500 mil unidades por ano. Isso será uma revolução em relação a esse tipo de carro, com uma produção em larga escala.

Tesla no Brasil

No último Salão de São Paulo, em 2016, um representante da Tesla esteve no Brasil para dinamizar os negócios da marca por aqui. A Elektra Motors começou a importar o Model S por meio de uma parceria, já que a Tesla não tem concessionárias e controla diretamente as vendas pela internet.

Image-1-Artigo-2282735-1

Será que a marca um dia irá fabricar veículos por aqui? Vamos aguardar para ver

Incentivos BR

Em outubro de 2015, o governo federal zerou o imposto de importação para carros movidos a eletricidade/hidrogênio, que tinham alíquota de 35%. Em São Paulo, os elétricos têm desconto de 50% no IPVA e estão isentos do rodízio municipal, que proíbe a circulação em determinadas horas uma vez por semana.

Incentivos BR 2

Outros sete estados dão isenção de IPVA a modelos elétricos, incluindo o Ceará: Piauí, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Além de SP, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul também dão desconto de 50% no imposto para esses veículos. Mas é preciso mais incentivos já!

Image-0-Artigo-2282735-1

Baterias de lítio

Uma das questões que interferem na evolução em massa dos veículos elétricos diz respeito ao lítio, matéria prima das baterias - a maioria das reservas está na Bolívia