Novidade

Aplicativo promete simplificar reembolso de despesas de funcionários

Com o Zag é possível inserir despesas e ter o reembolso analisado em tempo real

07:28 · 19.05.2017

Controlar as despesas de viagens a trabalho ou visitas a clientes é uma tarefa de organização financeira que exige atenção do gestor. Alimentação, transporte, estacionamento e combustível são algumas das despesas geradas. Para comprovar os gastos, os profissionais têm de guardar notas fiscais, repassar para a administração e aguardar a aprovação para, então, serem reembolsados. Todo o procedimento requer tempo, paciência e dinheiro. Mas o processo pode ser simplificado com o lançamento, no Ceará, do aplicativo brasileiro Zag.

​Passar horas preenchendo planilhas, decifrando recibos e conferindo quilometragem são atitudes do passado, graças ao aplicativo, que resumiu os reembolsos a toques no smartphone, criando estratégia dentro das corporações. “O Zag transformou um processo chato e complexo em algo simples e bem fácil de lidar. Para todos os lados: empresa e usuário. Agora, o processo de reembolso corporativo pode ser estratégico, porque as empresas têm previsibilidade de seus gastos mensais, desde o primeiro dia do mês”, comemora o CEO da empresa, Jefferson Farias.

O cearense Lívio Leitão, gerente financeiro da D'Road Informática e Telecomunicações, é um dos clientes do app. “Conseguimos agilizar o processo de prestação de contas e foram sanados problemas, como a perda de recibos e atrasos no reembolso do colaborador”. Na empresa, 45 funcionários utilizam e indicam o serviço. “O aplicativo facilitou a comunicação colaborador/empresa, tornando o processo menos burocrático. O Zag hoje é uma ferramenta fundamental”, garante.

A ideia da criação da startup surgiu em São Paulo, a partir do desejo da D3, consultora de tecnologia e design do Brasil, de se livrar da enorme quantidade de papel e planilhas de reembolsos. “Eles procuraram aplicações que suprissem essa necessidade. Acharam. Mas encontraram aplicativos complexos e um pouco caros. Nada era bonito e tudo demorava para ser feito. Então, decidiram criar um protótipo do aplicativo. Surgiu o Zag”, explica Jefferson.

Como funciona

Inserir o reembolso no Zag é rápido: o usuário digita o valor, seleciona o projeto e a categoria e fotografa o comprovante de despesa. Após a ação, a empresa terá acesso aos dados. É possível ainda editar os reembolsos já inseridos e conferir o status de pagamento em tempo real. O usuário também pode acessar, detalhadamente, o histórico de todos os reembolsos dos meses anteriores, ordenados por data.

Como clareza é fundamental, esse ponto não ficou de fora das funcionalidades do app. Nele, o administrador faz a gestão dos reembolsos a partir de uma interface prática e objetiva. "O grande diferencial é a simplicidade que o Zag traz para o processo de reembolso de despesas. O usuário pode lançar uma despesa em pouquíssimos toques e, em tempo real, o gestor da empresa já tem essa informação. O recibo fica gravado para ser acessado a qualquer hora e de qualquer lugar. Fácil, fácil”, acrescenta o diretor de operações, Rubem Andrade.

​Investimentos e retornos

Para descomplicar os reembolsos e participar do Zag, basta cadastrar a empresa no site da plataforma, fazer o download do aplicativo (disponível para Android e iOS ou desktop). A ferramenta é gratuita para uso de até quatro usuários. A partir de cinco, o investimento passa a R$ 9,90 mensais por usuário, com reembolsos, número de projetos e categorias ilimitados. Já para empresas maiores, com 100 a 500 usuários, o custo é de R$ 1.000 mensais, com inclusão de suporte telefônico e treinamento presencial.

“Estamos em plena expansão, mesmo sendo novos no mercado. O Zag existe desde janeiro de 2017 e já tem uma base de quase 500 usuários. A meta é aumentar o número e iniciar uma operação nos Estados Unidos ainda esse ano”, espera Rubem. Hoje, a empresa nascida em São Paulo conta com escritório em Fortaleza e com canais de venda no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Goiás, além de ter conquistado clientes em diversos segmentos como o Nubank e a Wirelink Telecom.