Em pessoas com predisposição

Infecção por chikungunya pode desencadear doença reumática crônica

Uma das hipóteses é a de que o vírus se alojaria na estrutura das articulações e estimularia o processo inflamatório

09:17 · 04.04.2017
mosquito
Em pacientes com predisposição genética, o sistema imunológico produz substâncias inflamatórias em excesso ( Foto: Divulgação )

Pessoas com predisposição para a artrite reumatoide podem desenvolver a doença, se desencadeada pela inflamação da febre chikungunya. A artrite reumatoide afeta as articulações e pode provocar rigidez, desgaste ósseo e uma série de incapacidades para as atividades diárias. A doença é crônica, progressiva e de natureza autoimune.

A relação entre artrite reumatoide e chikungunya foi um dos temas da última edição do Congresso Brasileiro de Reumatologia, no ano passado. O número de casos de infecção pelo vírus chikungunya no Brasil, em 2016, apresentou um aumento de 594% na comparação com o ano anterior. Foram 265.554 notificações, ante os 38.240 casos registrados em 2015, segundo o Ministério da Saúde. O aumento do número de mortes também também subiu, de 14 para 159 de um ano para o outro.

Em 2017, a febre chikungunya continua a avançar no Brasil. Apenas no mês de janeiro foram notificados 300 casos da enfermidade em Minas Gerais, ante os 36 registrados no primeiro mês de 2016, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais.

Assim como a dengue e o zika vírus, a febre chikungunya é transmitida por mosquitos Aedes aegypti contaminados. Mas, embora existam sintomas comuns entre as três doenças, como dor de cabeça, febre e manchas vermelhas na pele, a infecção por chikungunya se difere das demais pelas manifestações articulares, muitas vezes acompanhadas de inchaço.

Artrite reumatoide

A origem da artrite reumatoide está relacionada a vários fatores, como a predisposição genética, a exposição a fatores ambientais (entre eles o cigarro) e possíveis infecções. Nesses pacientes, o sistema imunológico produz substâncias inflamatórias em excesso, que atacam especialmente a membrana sinovial, uma estrutura que recobre as articulações, estimulando o processo inflamatório.

Segundo a reumatologista Ieda Laurindo, existem várias hipóteses para explicar a conexão entre a febre chikungunya e a artrite reumatoide. "Uma das possibilidades é a de que o vírus se alojaria justamente na membrana sinovial, desencadeando a doença reumática”.

Terapias

Não existe cura definitiva para a artrite reumatoide. Mas existem tratamentos capazes de controlar a doença, principalmente quando o diagnóstico é feito precocemente. Com isso, é possível diminuir a atividade da enfermidade, aliviar a dor e aumentar a qualidade de vida do paciente.

Os medicamentos agem regulando a autoimunidade exagerada da doença. Os chamados medicamentos modificadores do curso da doença, conhecidos pelas siglas MMCDs, estão disponíveis em várias opções terapêuticas sintéticas e biológicas.