após denúncia anônima

Dupla é autuada por esquema de extorsão; detento comandava práticas dentro do IPPPO2

Uma mulher foi presa, após sacar valores oriundos das práticas criminosas; homem que realizava a extorsão já responde por oito procedimentos

13:54 · 19.05.2017
Uma mulher foi presa na última quarta-feira (17), suspeita de participar de um esquema criminoso de extorsão, junto com o próprio companheiro, que atualmente está preso no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO 2).
 
De acordo com as informações concedidas pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Aline da Silva Ribeiro, de 20 anos, foi presa quando saia de uma agência bancária, no município de Maracanaú, após a Polícia Civil receber uma denuncia anônima. As diligências apontam que Cleyton de Oliveira Braga, de 33 anos, entrava em contato com as vítimas realizando ameaças e, logo após, solicitava uma quantia de dinheiro para cessar as intimidações.
 
Estes valores eram depositados na conta de Aline, que também ficava responsável por realizar os saques.  No momento em que foi abordada, segundo consta em nota divulgada pela SSPDS, a suspeita “tentava se evadir após retirar valores oriundos das práticas criminosas”. A secretaria acrescenta que “na residência da presa, os policiais encontraram cartões magnéticos bancários, chips e aparelhos de celular e um tablet”.
 
A mulher não possuía antecedentes criminais, enquanto Cleyton já responde a oito procedimentos, por roubo de veículo, receptação, porte ilegal de arma de fogo e crime contra a administração pública. Ambos irão responder por estelionato e associação. Aline foi conduzida para a Delegacia Metropolitana de Maracanaú, onde confessou, em depoimento, a prática dos crimes.