programação diversificada

Festival Noia: um olho no futuro

Em sua 16º edição, o Noia mexe em sua fórmula e, além de divulgar produções artísticas, oferta oficinas e sedia fóruns que visam debater o atual cenário audiovisual

00:00 · 02.10.2017

Cinema, música e fotografia. O Festival Noia é um espaço que realizadores audiovisuais universitários encontram para divulgarem sua produção. Além da mostra de cinema, o festival oferta ao público seminários, fóruns e oficinas diversas. A 16ª edição do evento acontece na Caixa Cultural Fortaleza e na Escola Porto Iracema das Artes, a 16º edição do evento acontece a partir desta terça-feira (03) e segue até o dia domingo (08).

A mostra audiovisual soma um total de 28 produções, incluindo sete curtas de universitários locais. As inscrições para as oficinas já foram encerradas, tendo uma média de 350 inscrições. Os seminários e fóruns ainda recebem inscrições, mas também têm vagas limitas.

O Noia homenageará dois cineastas - Joe Pimentel, na terça-feira (3), e Daniell Abrew, no quarta-feira (4). Eles receberão o Troféu Noia terão seus filmes na programação do evento.

Vanguarda

"Queremos discutir o cinema de vanguarda, que tem uma liberdade de produzir um material diferenciado do mercado, porque esses produtores universitários têm a criatividade da juventude unida à teoria das faculdades. No futuro, essas técnicas novas serão aplicadas no mercado de TV, de cinema e publicidade", afirma Paulo Benevides, diretor do Festival Noia.

Os produtos do cinema universitário brasileiro e cearense serão julgados por Marcelo Dídimo, professor do curso de Graduação em Cinema e Audiovisual e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (UFC), Salomão Santana, cineasta e programador, e Verônica Guedes, cineasta e produtora. O júri da crítica foi organizado pela Associação Cearense de Críticos de Cinema, e conta com a presença da jornalista Adriana Martins, o crítico Ailton Monteiro e o crítico e programador Pedro Azevedo.

Pluralidade

Além da mostra audiovisual, o festival traz exposição de fotografias e apresentação de grupos musicais - ambas as categorias também concorrem à premiação. O Noia 2017 além de divulgação, promove também a qualificação, através de oficinas, seminários e debates sobre assuntos. "Anos atrás o Noia trabalhava principalmente o audiovisual. No ano passado, no aniversário de 15 anos do festival, pensamos em pegar esses dois formatos e trabalhar eles também de forma separada - o áudio, com as bandas musicas, e os visual, com as fotografias", explica Paulo Benevides.

Serão nove grupos se apresentando. Foram escolhidos por meio de voto popular e por júri oficial - formado pelo músico Berg Menezes; o professor e compositor Daniel Escudeiro; e a produtora cultural Nádia Sousa. O Troféu Noia premiará a melhor banda (votada por público e pelo júri) e melhor música autoral (eleita pelo júri do Noia).

A Mostra Cearense de Fotografia divide-se em seis categorias individuais e quatro categorias coletivas. Os 10 trabalhos fotográficos apresentados concorrerão a prêmio de Melhor Fotografia e Melhor Série. Da categoria individual concorrem os trabalhos: "Entre Linhas de um Corpo Negro" (UFC), "Escoando Luz" (FAC), "O Dia Que Sabiaguaba Transbordou" (Unifor), "Odisseia Downtown" (UFC), "Over Book" (Unilab) e "Protesto da Juventude" (Estácio de Sá).

Na categoria série, a Universidade Federal do Ceará (UFC) domina a exposição e traz para o público cearense, "A Criação de Eva", de Gabriel de Oliveira Marques; "Ode a Salvador Dali", de Álamo Pascoal; "Projeção Astral", de Isaac Martins; e "Transparência", de Renan de Oliveira. O júri é composto pelo professor e fotógrafo Carlos Gibaja e pela gestora cultural e coordenadora do Fórum Cearense de Fotografia, Glícia Gadelha Teixeira.

Premiação

Os filmes selecionados concorrerão ao Troféu Noia nas seguintes categorias: melhor curta-metragem (júri oficial, júri popular e júri da crítica), direção, roteiro, montagem, edição de som, trilha sonora, fotografia, direção de arte, figurino, maquiagem, atriz, ator e intérprete coadjuvante. A Mostra Cearense também premiará o melhor filme de acordo com o voto popular.

O prêmio de categoria Honra ao Mérito acontece pela primeira neste ano e a Universidade Federal do Ceará receberá o prêmio nesta edição, por ter sido no de Comunicação Social, a partir dos esforços de alunos, professores e do Coordenador Silas de Paula, que surgiu o Festival Noia, e que agora possui a Faculdade de Cinema e Audiovisual. O prêmio Honra ao Mérito continuará sendo entregue nas próximas edições a faculdades incentivam a produção audiovisual.

Mais informações:

Festival NOIA. A partir desta terça-feira (03) até domingo (08), na Caixa Cultural Fortaleza

(Av. Pessoa Anta, 287 - Praia de Iracema). Gratuito. Contato: (85) 3453-2770