Tiques transitórios podem afetar até 20% das crianças em idade escolar

Os movimentos involuntários tendem a desaparecer na fase adulta, mas até lá, as crianças afetadas pelo transtorno podem sofrer prejuízos acadêmicos