Tarefa de cuidador deve ser equilibrada com a família

A dedicação a um parente adoecido sem revezamento entre a família pode gerar doenças físicas, psicológicas e emocionais ao cuidador