Brasileiros desenvolvem moléculas sintéticas para tratamento de câncer

Estudo ajuda a compreender o papel das proteínas VRK1 e VRK2 envolvidas na regulação da divisão celular