Importando clássicos

Da cultura robusta da Rússia, o Brasil consome autores consagrados, sobretudo aqueles de tempos passados