A cidade: por que cantá-la?