Secretário diz que aluno já havia sido apreendido