Quadrilha é condenada a 172 anos de prisão por fraudes fiscais

Servidores públicos, empresários, contadores e um advogado foram julgados por participação em um esquema criminoso de corrupção que atingiu diversos órgãos públicos no Ceará