Polícia apura se medicação retida era da rede pública