Corpo de Giselle é enterrado; família diz que PM atirou quando "carro estava praticamente parado"

Segundo Rochele Menezes, após balearem a irmã, Giselle Araújo, os policiais apontaram quatro armas em direção à filha da vítima, ordenando que a jovem se ajoelhasse na rua