Facções continuam ordenando ataques criminosos no Estado

Apesar do forte reforço policial e transferência de líderes das organizações criminosas para presídios federais, investigação da Polícia mostra que 'soldados do crime' ainda recebem ordens para realizar ataques