Agressividade sem precedentes no Ceará