1.089 pessoas foram assassinadas no Ceará

O alto número de mortes tem modificado a rotina de atendimento da Defensoria às famílias das vítimas