Município é condenado a pagar R$ 20 mil por vender a mesma sepultura para duas pessoas

Idosa que queria ser sepultada no mesmo túmulo de sua família havia comprado o jazigo, que foi vendido para outra pessoa e destruído