Médicos cubanos que ficaram no Brasil enfrentam dificuldades

País contabilizava 8.335 profissionais cubanos, mais de 1.400 permaneceram após o fim do contrato com o Programa Mais Médicos. Os profissionais agora enfrentam problemas financeiros e convivem com incertezas