Violência: papel da AL divide parlamentares

Para alguns deputados, a Casa já dá contribuição na área, mas outros admitem ser necessária uma maior atuação